Campos Neto e Guedes apoiam parecer sobre autonomia do BC, diz relator

O deputado Silvio Costa Filho (Republicanos-PE) disse na noite desta segunda-feira (8) que o parecer do projeto de Lei que dá autonomia ao Banco Central tem o apoio do presidente da instituição, Roberto Campos Neto, e do ministro da Economia, Paulo Guedes.

O PL está na pauta desta terça-feira (9) do Plenário da Câmara dos Deputados. O deputado espera a aprovação até nesta quarta-feira (11).

"Tivemos uma sinalização muito positiva – discutimos ponto a ponto, artigo por artigo e, por concordância de ambos, tivemos a validação de nosso parecer", disse o parlamentar, em coletiva de imprensa ao lado do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), de Guedes e do general Luiz Eduardo Ramos, ministro-chefe da Secretaria de Governo.

"Nosso parecer tem como meta principal buscar a estabilidade dos preços no Brasil, o controle inflacionário e a visão da boa governança monetária no Brasil."

Paulo Guedes adotou um tom de otimismo em relação ao projeto de lei. "É um projeto antigo, um sonho de mais 40 anos", disse.

"Essa é a garantia, em um momento como esse onde estamos enfrentando a pandemia, que aumentos setoriais e temporários de preço – como em materiais de construção e supermercados – não se transforme em aumentos permanentes e generalizados, trazendo uma espiral de preços."

Silvio Costa buscou defender o funcionamento do Banco Central como um órgão de Estado, "independente do governo de plantão". O texto – considerado o primeiro desafio de Lira na presidência da Casa – deverá ser apresentado aos líderes de bancada para, na sequência, ser votado em plenário.


> Flávia Arruda vai presidir a Comissão do Orçamento de 2021
> Banco do Brasil anuncia 5.533 em programa de demissão voluntária

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!