“Não tem ministro da Economia fraco, muito menos o Paulo Guedes”, diz Maia

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), elogiou há pouco o "esforço enorme" do ministro da Economia, Paulo Guedes, para o andamento das reformas em tramitação no Congresso Nacional. Os dois se reconciliaram em jantar no início da semana após terem trocado farpas publicamente.

Questionado sobre um possível esvaziamento da pasta e até a substituição do ministro Guedes,  Maia respondeu que "não tem ministro da Economia fraco, muito menos o Paulo Guedes".

O deputado afirmou que "quer a união de esforços do Parlamento, da equipe econômica e do presidente da República" para acelerar as reformas. "As prioridades são as despesas públicas, a reforma tributária e uma reforma administrativa que modernize o Estado brasileiro", disse.

Guedes agradeceu ao "Congresso reformista" e ao apoio de Rodrigo Maia às reformas. "O Brasil está acima de quaisquer diferenças que nós podemos ter", declarou.

O ministro disse que ele e o presidente da Câmara trabalharam juntos para combater os efeitos econômicos da pandemia de covid-19 e agora entram em novo momento. "Estamos retornando ao leito das reformas". O encontro aconteceu no Salão Negro do Congresso, onde receberam a agenda legislativa da Frente Parlamentar Mista da Reforma Administrativa, presidida pelo deputado Tiago Mitraud (Novo-MG).

> Frente Parlamentar quer servidores atuais e do Judiciário na reforma administrativa 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!