Ministério da Economia projeta inflação maior e retração menor do PIB em 2020

Boletim macrofiscal divulgado nesta terça-feira (17) pelo Ministério da Economia projeta melhora no PIB de 2020, com retração de 4,5%, ante os 4,7% previstos anteriormente. Mas uma inflação maior para este ano: em vez de 1,8%, 3,13%.

"A melhora na projeção de PIB se deveu aos resultados positivos dos principais indicadores mensais do IBGE (PIM, PMC e PMS). Pode-se destacar também o desempenho esperado para a agricultura que, segundo estimativa do IBGE (LSPA), deverá atingir safra recorde, crescendo 4,4% em relação ao ano de 2019", diz trecho do relatório do Ministério da Economia (veja a íntegra mais abaixo).

Para o próximo ano, espera-se que o crescimento do PIB seja de 3,2%, mesmo valor divulgado no último boletim. Para 2022-24, a projeção de aumento da atividade se manteve em 2,5%.

A equipe econômica estima que a inflação de 2020 (IPCA) ficará em 3,13% e será puxada pela alimentação. "O principal responsável pela elevação da projeção permanece o preço de alimentos. Contudo, o comportamento das demais categorias de produtos continua contribuindo de forma a manter a variação do índice geral dentro do intervalo de tolerância da meta", afirma o boletim.

De acordo com o ministério, as medidas tomadas pelo governo federal em conjunto com o Congresso Nacional continuam relevantes para mitigar os efeitos negativos sobre a economia brasileira. "No entanto, é importante destacar que a retomada do crescimento sustentável da economia ocorrerá com a elevação da produtividade por meio das reformas estruturais e do processo de consolidação fiscal."

> Governo prevê encerrar 2020 com rombo de mais de R$ 900 bilhões nas contas públicas

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!