Maia diz que sem ajuste fiscal o Brasil vai explodir: “Dólar vai a R$ 7”

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), previu um cenário econômico preocupante para 2021 caso a pauta econômica não avance no Congresso Nacional. Segundo ele, o governo deve ter interesse em superar a obstrução às votações promovida pela oposição e pela base de apoio. 

“A esquerda está obstruindo por um motivo e a base por outro, mas, quem tem interesse na pauta é o governo. O Brasil vai explodir em janeiro se as matérias não forem votadas. O dólar vai a R$ 7; a Taxa de Juros de Longo Prazo vai subir para um país que no fim do ano vai ter 100% de sua riqueza em dívida. Imagine, em vez de pagar 4%, 5% de juros, ter que começar a pagar na nossa dívida 15%, 20%”, afirmou em entrevista à CNN.

> Após almoço com Luciano Huck, Maia diz que 2022 ainda está longe

“Quem precisa que a pauta caminhe, primeiro é o Brasil, óbvio, segundo é o governo, que precisa tomar uma decisão urgente: o governo será um governo popular ou um governo popullista? Se o governo quiser construir soluções fora do teto de gastos, fora do limite de gastos públicos, estará sendo populista como foi o governo anterior e tivemos dois anos de recessão”, afirmou. 

“Se a base do governo obstrui a pauta é o Brasil que paga a conta. Nós vamos chamar sessão para a próxima terça, com medidas provisórias, com o projeto da cabotagem, que espero que o governo consiga cumprir acordo. Vamos ter que avançar nesta agenda de equilíbrio fiscal, que todos nós sabemos que é amarga.

Maia disse ainda que a inflação agora já está fora de controle e afirmou que o governo precisa arrumar o orçamento primário e enfrentar o corte de despesas. 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!