Maia critica Guedes por meta fiscal flexível: “É uma jabuticaba brasileira”

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), criticou há pouco a proposta da equipe econômica de tornar flexível a meta fiscal para 2021. Segundo ele, esse tipo de medida traz uma "sinalização muito ruim". "Não ter meta, uma meta flexível, isso é uma jabuticaba brasileira", afirmou. Maia atribuiu a possibilidade de o Executivo não definir uma meta fiscal para o próximo orçamento à desorganização do governo.

As principais informações deste texto foram enviadas antes para os assinantes dos serviços premium do Congresso em Foco. Cadastre-se e faça um test drive.

PIB cresce 7,7% do segundo para o terceiro trimestre

Continuar lendo