Huck defende programa de renda mínima para enfrentar coronavírus

O apresentador de televisão Luciano Huck escreveu na noite de sexta-feira  (20) uma mensagem nas redes sociais sugerindo a criação de uma renda universal como medida social para enfrentar o alastramento do coronavírus.

Ao compartilhar a ideia, Huck citou dois economistas com quem tem dividido nos últimos meses troca de opiniões  sobre o cenário político atual. São eles Armínio Fraga, presidente do Banco Central durante o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), e Marcos Lisboa, diretor do Insper, instituição privada de ensino superior sediada em São Paulo e voltada para as áreas de administração e economia.

> Para Eduardo Leite, PSDB não deve precipitar debate sobre 2022

> Pilotos de avião intermediaram conversa entre Lula e Huck

"Importante implantar um programa de renda mínima para atravessarmos este trem fantasma que estamos vivendo, principalmente porque parcelas da população irão sofrer os impactos mais do que outras. Concordo com todos os pontos colocados por Arminio Fraga e Marcos Lisboa", escreveu em seu Twitter.

A renda básica universal é uma política permanente na qual o governo garante a cada cidadão necessitado uma quantia mínima para sobrevivência. No Brasil, um dos principais entusiastas da ideia é o ex-senador e atual vereador Eduardo Suplicy (PT-SP).

Huck tem participado cada vez mais do debate político. O apresentador é ligado a vários movimentos de renovação política, como "RenovaBR" e "Agora!". Apesar de não ser filiado a nenhum partido político, ele é próximo do Cidadania.

> Davos: Doria e Huck são reconhecidos como protagonistas, diz Roberto Freire

> Flávio Dino defende diálogo com PSDB e Huck contra Bolsonaro

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!