IRPF: Governo propõe restringir declaração simplificada a renda anual de até R$ 40 mil

A proposta de mudanças no Imposto de Renda apresentada hoje pelo governo federal à Câmara prevê que a modalidade simplificada da declaração por pessoas físicas seja restrita àquelas com renda anual de até R$ 40 mil. Outra mudança é que o valor máximo de abatimento nessa modalidade para até 20% do rendimento, ou seja, R$ 8 mil – hoje o valor é de R$ 16 mil.

De acordo com o Ministério da Economia, a medida pode gerar um aumento de arrecadação de R$ 9,98 bilhões no que vem; de R$ 10,22 bilhões em 2023; e de R$ 11,41 bilhões em 2024. Já as mudanças na faixa de isenção do IRPF, que pela proposta passará a ser de até R$ 2.500 mensais, deve representar queda na arrecadação estimada em R$ 13,5 bilhões em 2022; de R$ 14,46 bilhões em 2023; e de R$ 15,44 bilhões em 2024.

O conteúdo deste texto foi publicado antes no Congresso em Foco Insider, serviço exclusivo de informações sobre política e economia do Congresso em Foco. Para assinar, entre em contato com comercial@congressoemfoco.com.br.

O governo afirma que o projeto foi elaborado de forma a, somadas todas as alterações, ter um efeito neutro sobre a arrecadação, sem perdas ou ganhos além das margens já previstas. Porém, frisou que esse é o cálculo feito para o texto enviado ao Congresso, que a partir de agora poderá fazer alterações.

> Governo propõe isenção de Imposto de Renda até R$ 2.500. Veja principais pontos da reforma

> Comissão da reforma administrativa aprova convite a Paulo Guedes

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

 

JUNTE-SE A NÓS

 

Continuar lendo