Governo prevê aumento de R$ 34 para o salário mínimo em 2021

O projeto de lei de diretrizes orçamentárias (LDO) que o governo encaminha nesta quarta-feira (15) ao Congresso prevê salário mínimo de R$ 1.079 para 2021. Apenas R$ 34 a mais do que os atuais R$ 1.045. O reajuste proposto pela equipe econômica leva em conta apenas a inflação prevista para 2020, sem ganho real. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (INPC) indica uma inflação de 3,19% para este ano.

Acompanhe a entrevista da equipe econômica sobre a LDO

A equipe econômica projeta em 3,3% o crescimento do PIB no próximo ano. Já o déficit das contas públicas do governo central (Tesouro, Banco Central e Previdência) é estimado em R$ 150 bilhões (o equivalente a 1,84% do PIB), mais que o dobro dos R$ 68,5 bilhões previstos anteriormente. O ministério acredita que o país só terá superávit em 2024, após dez anos consecutivos de resultado negativo.

> Cadastre-se e acesse de graça, por 30 dias, o melhor conteúdo político premium do país

A crise provocada pela covid-19 está obrigando o governo a gastar muito além do que previa. A equipe econômica, que estimava um déficit de R$ 491 bilhões em 2020, já trabalha com a hipótese de os gastos superarem as receitas em R$ 600 bilhões este ano. O governo também projeta déficit de R$ 127 bilhões, em 2022, e de R$ 83 bilhões, em 2023.

Veja os principais destaques do projeto

> União aceita avalizar empréstimo no exterior para estados endividados

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!