Governo edita MP que libera crédito para empresas que faturam até R$ 300 mi

O governo federal publicou nesta terça-feira (2) a Medida Provisória 975/2020, que institui o Programa Emergencial de Acesso ao Crédito. Leia a íntegra.

Podem fazer parte do programa de acesso ao crédito empresas com receita bruta superior a R$ 360 mil e inferior ou igual a R$ 300 milhões. A MP 975 autoriza um acréscimo de R$ 20 bilhões de recursos da União ao Fundo Garantidor para Investimentos (FGI).

> Cadastre-se e acesse de graça, por 30 dias, o melhor conteúdo político premium do país

>Governo estuda plano B para microempresas caso novo programa dê errado

A iniciativa altera a Lei 12.087, de 2009, que trata da participação da União em fundos garantidores de risco de crédito para micro, pequenas e médias empresas e para produtores rurais e suas cooperativas; e também a Lei 13.999, de 2020, que instituiu o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe).

O Pronampe também é uma iniciativa do governo no sentido de dar créditos para empresas, mas diferente da MP editada nesta terça, a lei, que foi aprovada recentemente pelo Congresso, não inclui médias empresas, com faturamento superior a R$ 4,8 milhões por ano.

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou que as iniciativas feitas até agora pelo governo de financiamento de empresas não têm sido suficientes e anunciou novas medidas para os próximos dias.

"Esse é nosso principal problema hoje. O Banco Central deve anunciar medidas em breve com esse direcionamento", disse durante audiência pública na segunda-feira (1) na comissão mista do Congresso que acompanha a pandemia do coronavírus.

>Financiamento para folha deve ser prorrogado e estendido a grandes empresas

Com informações da Agência Senado.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!