Desemprego alcança 14 milhões de trabalhadores, diz IBGE

A população desocupada no Brasil chegou a 14 milhões no fim de setembro, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad Covid) divulgada esta manhã pelo IBGE.

Apesar da alta em 700 mil pessoas desde a pesquisa anterior, o instituto apontou que houve estabilidade na taxa de desemprego, que é de 14,4%.

Houve redução na população ocupada do país, que passou de 83,7 milhões para 83 milhões na última semana do mês passado. A pesquisa também apontou estabilidade entre o contingente que trabalha remotamente (7,9 milhões) nos níveis de ocupação da população (48,7%) e de informalidade (34,2%).

A Pnad também indicou queda no número de pessoas com sintomas de síndrome gripal no país: a estimativa é de que 8,3 milhões de pessoas (ou 3,9% da população do país) apresentavam pelo menos um dos 12 sintomas de síndrome gripal. No fim de março, quando a pandemia estava em estágio inicial, 26,8 milhões de pessoas (12,7% da população) relataram sintomas.


> Novo estudo da OMS confirma ineficácia da cloroquina contra a covid-19
> Otimistas com retomada econômica, líderes duvidam de reformas em 2020, mostra pesquisa exclusiva

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!