Correntistas do BB não poderão mais fazer transações em lotéricas a partir desta quarta

A partir desta quarta-feira (18), os cerca de 70 milhões de correntistas do Banco do Brasil não poderão mais efetuar transações nas mais de 13 mil casas lotéricas do país. Ficam impedidos os serviços de saques, depósitos, pagamentos de boletos ou do próprio INSS, além de extratos ou transferências. O motivo é o encerramento da parceria do BB com a Caixa Econômica Federal, que aconteceu em outubro.

> Retirar dinheiro de bancos públicos não resolve dívida do país, diz Fenae

A Caixa Econômica Federal disse ao Congresso em Foco que “esta é uma decisão exclusiva do Banco do Brasil”.

As principais informações deste texto foram enviadas antes para os assinantes dos serviços premium do Congresso em Foco. Cadastre-se e faça um test drive.

 

Para Rodrigo Britto, funcionário do BB e diretor da Federação dos Trabalhadores em Empresas de Crédito da Região Centro Norte - Fetec-CUT/CN, o término da realização de transações bancárias para clientes e usuários do Banco do Brasil nas unidades lotéricas é “um retrocesso”.

"Reestruturações fecharam várias agências em diversos municípios do país, fazendo com que a lotérica fosse o principal, em alguns casos o único, ponto de atendimento para os correntistas do BB”, diz.

Britto citou como exemplo o caso de Santo Antônio do Descoberto, município goiano que faz divisa com o Distrito Federal, que teve sua única agência do Banco do Brasil fechada. “Com o término das transações do BB nas unidades lotéricas várias pessoas, principalmente trabalhadores(as) rurais, terão grande dificuldade para realizarem suas demandas bancárias”, conclui.

O Banco do Brasil afirma que a expansão da Rede Mais BB já está ocorrendo e, em vários municípios. Dos 1.226 municípios contemplados na expansão da Rede, 82% contam com correspondentes substabelecidos ativos ou em processo de ativação. No entanto, o país possui mais de 5 mil municípios. Segundo o Banco, o BB “atua fortemente para que esses municípios tenham os pontos de atendimento da Rede Mais BB ativos antes do encerramento do convênio”, diz a nota.

Psol pede que Ministério Público investigue operação entre BB e BTG Pactual

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!