BC eleva taxa de juros de 2% para 2,75%, primeira alta em quase seis anos

O Comitê de Política Monetária (Copom) interrompeu uma série histórica de quedas e aumentou pela primeira vez, nesta quarta-feira (17), a taxa básica de juros em quase seis anos. A Selic foi elevada de 2% ao para 2,75%.

O aumentou superou a expectativa do mercado, que, segundo o boletim Focus, do Banco Central, esperava aumento para 2,5%. A última vez que o Copom subiu a taxa de juros foi em 29 de julho de 2015. Na ocasião os juros passaram de 13,75% para 14,25%.

"O Comitê entende que essa decisão reflete seu cenário básico e um balanço de riscos de variância maior do que a usual para a inflação prospectiva e é compatível com a convergência da inflação para a meta no horizonte relevante, que inclui o ano-calendário de 2021 e, principalmente, o de 2022", diz o Copom.

Em nota, o comitê ressalta que, em seu cenário básico para a inflação, permanecem fatores de risco. "Por um lado, o agravamento da pandemia pode atrasar o processo de recuperação econômica, produzindo trajetória de inflação abaixo do esperado. Por outro lado, um prolongamento das políticas fiscais de resposta à pandemia que piore a trajetória fiscal do país, ou frustrações em relação à continuidade das reformas, podem elevar os prêmios de risco. O risco fiscal elevado segue criando uma assimetria altista no balanço de riscos, ou seja, com trajetórias para a inflação acima do projetado no horizonte relevante para a política monetária."

Veja a íntegra da nota em que o Copom justifica sua decisão.

 

Continuar lendo