Bacen descarta vira-lata na nova nota, mas fará ação de proteção animal

Assim que o Banco Central (Bacen) anunciou a nova nota de R$ 200 a internet foi tomada por uma enxurrada de memes que sugeriam à autarquia quais poderiam ser as figuras a ilustrar a moeda.

Uma das ideias que mais repercutiu foi a do vira-lata caramelo. A brincadeira que viralizou na internet chamou a atenção do deputado Fred Costa (Patriota-MG), que promoveu uma petição online solicitando ao Bacen que considerasse o cão como modelo.

Até o fechamento desta matéria mais de 105 mil pessoas já tinham assinado o pedido. No entanto, segundo o deputado, apesar da receptividade do Banco Central, o lobo-guará anunciado pelo órgão como figura ilustrativa da nova nota não deve dar lugar ao cachorrinho.

“Meu abaixo-assinado teve eco muito rápido no Banco Central, que após 36 horas aproximadamente me chamou para uma reunião. Eles me explicaram que não havia mais tempo hábil para mudar já que as notas estavam sendo produzidas. Eu não sou contra colocar o lobo-guará, ele está em extinção, faz parte da nossa fauna, porém, o cão vira-lata é uma realidade em todos os municípios do Brasil e  estima-se que tenhamos mais de 50 milhões de animais abandonados, em sua grande maioria, animais sem raça definida, os denominados vira-latas”, disse o deputado.

Ainda de acordo com Fred Costa é compreensível a escolha do lobo, já que o animal havia sido eleito previamente em um concurso para ilustrar novas notas. “Foi uma corrida contra o tempo dada a demanda que eles [Banco Central] têm com relação principalmente àquilo que nós aprovamos no congresso nacional, que é o auxílio-emergencial”, pondera.

Ações

Mesmo com a negativa do Bacen, Fred Costa afirma que a reunião com o presidente do Banco, Roberto Campos Neto, e a diretora de administração, Carolina de Assis Barros, foi produtiva.

Ainda este ano, o Banco deve promover em parceria com a equipe do deputado, ações de apoio à proteção animal. “Juntos [vamos] desenvolver ações encabeçadas pelo Banco Central que tenham o vira-lata à frente. É um estímulo aos pilares que defendo, que é adoção, castração, educação, com o viés de bem-estar animal de defesa e proteção”, diz.

Fred Costa, no entanto, não deu detalhes sobre quais serão as ações realizadas, mas diz que nas próximas semanas as equipes devem anunciar os planos. “Isso foi a garantia do presidente e da diretora. [...] A partir da próxima semana começaremos os encontros visando essas ações que, visto a magnitude do Banco Central, serão grandes ações de fundamental importância para as políticas públicas de defesa animal”.

O Bacen tem histórico de lançar notas e moedas comemorativas, como ocorreu na ocasião dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro e na Copa do Mundo de 2014.

De acordo com dados do Radar do Congresso, elaborado pelo Congresso em Foco, a plataforma política de Fred Costa é baseada em projetos de defesa e proteção dos animais. Entre 2019 e 2020 o deputado apresentou mais de 20 projetos de lei que têm os animais como tema central. O mais recente, PL 2938/2020, prevê o impedimento de adoção de animais por pessoas que tenham cometido crime de maus-tratos. O projeto aguarda despacho do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

> Banco Central anuncia criação de cédula de R$ 200

> Câmara aprova aumento da pena de maus-tratos a cães e gatos

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!