Senado aprova Previdência para estados

O Senado Federal aprovou nesta terça-feira (19) a proposta de emenda Constituição que inclui estados na reforma da Previdência.

No primeiro turno foram rejeitada três emendas e aprovado um destaque da Rede, mas com uma versão reduzida.

Foram rejeitadas as seguintes emendas de bancada:

  • PT: garante o valor de 100% da média de contribuições do segurado como quantia da aposentadoria permanente por invalidez;
  • PSDB: dá continuidade ao abono permanência para servidores que já tenham adquirido o direito;
  • Pros: retirar a exigência de uma idade mínima para pessoas que recebem aposentadoria especial por trabalharem com agentes nocivos.

Na alteração proposta pela Rede, que incluía regras de transição nos cálculo para os benefícios da aposentadoria, foi feito um acordo.

O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) negociou com o relator da reforma da Previdência paralela, Tasso Jereissati, e o autor do texto senador Flávio Arns (Rede-PR) para que fosse aprovada uma versão mais branda da emenda da Rede.

> Veja o parecer de Tasso Jereissati

> PEC paralela fica para 2020 na Câmara, diz Maia

 

Davi Alcolumbreestadosreforma da previdênciaTasso Jereissati