Candidatos que apoiarem LGBT vão ter selo de “compromisso com a diversidade”

Os candidatos às eleições de 2018 que se comprometerem a lutar pela defesa dos direitos da comunidade LGBTI+ vão receber um selo de “compromisso com a diversidade”. A ação foi fechada durante o III Seminário de Advocacy, Saúde e Cidadania LGBTI+, que acontece em Brasília. O evento é organizado pela Aliança Nacional LGBTI+ e conta com representantes de 14 partidos políticos e entidades apoiadoras. A iniciativa tem apoio do Congresso em Foco.

O selo será entregue aos candidatos que assinarem a Plataforma LGBTI+ Eleições 2018. Dessa forma, a sociedade pode identificar os candidatos que têm compromisso de aprovar políticas públicas em defesa da comunidade. Os presidenciáveis Ciro Gomes (PDT) e Guilherme Boulos (Psol) já firmaram compromisso com a causa.

Para Toni Reis, diretor-presidente da Aliança Nacional LGBTI+ e colunista do Congresso em Foco, essa é uma ação pluripartidária. Por isso, a Aliança vai buscar a assinatura de outros partidos, independentemente de ideologia.

“Não queremos que a nossa comunidade seja a mais vulnerável e atacada. Só a partir do pluripartidarismo vamos conseguir força. Não queremos privilégios, queremos direitos iguais”, disse Toni.

Entre as ações para defender o direito dos LGBTs durante as eleições, será criada uma força-tarefa contra a homofobia. Os partidos e ativistas vão denunciar campanhas que divulguem fake news e disseminem o preconceito contra gays, lésbicas, transexuais, travestis e bissexuais. As manifestações homofóbicas serão denunciadas ao Ministério Público.

A Aliança também vai buscar empresas que defendam a causa para assinar a plataforma. A ideia é angariar empresas nacionais e multinacionais que se comprometem em criar ambiente seguro para LGBTs e que possam cobrar dos candidatos o mesmo compromisso.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!