André Mendonça troca diretor de inteligência que monitorou servidores

O Ministério da Justiça e Segurança Pública divulgou uma nota nesta segunda-feira (3) em que afirma ter instaurado uma sindicância investigativa para apurar os fatos relacionados à Diretoria de Inteligência da Secretaria de Operações Integradas (Seopi), que monitorou um grupo de servidores federais e estaduais de segurança identificados como integrantes do “movimento antifascismo”.

A Comissão é composta por um delegado de Polícia Federal, integrante da Corregedoria-Geral do MJSP; um Procurador da Fazenda Nacional e um Auditor Federal de Finanças e Controle da Controladoria-Geral da União. A nota divulgada hoje (3) diz que o ministro André Mendonça decidiu pela substituição da chefia da Diretoria de Inteligência da Seopi. A pasta não divulgou o substituto de Gilson Libório Mendes.

A pasta diz ainda que o ministro está à disposição para prestar esclarecimentos à Comissão Mista de Investigação da Atividade de Inteligência, aguardando apenas a definição da data.

Mais cedo, após informações não confirmadas de que o ministro desistiu de prestar esclarecimentos ao Senado na terça-feira (4) sobre o dossiê, senadores começaram a defender a convocação do ministro.

Confira a nota do Ministério da Justiça na íntegra:

Após determinação do ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, a Corregedoria-Geral do Ministério instaurou, nesta segunda-feira (3), Sindicância Investigativa para apurar os fatos relacionados à Diretoria de Inteligência da Secretaria de Operações Integradas (SEOPI), conforme amplamente divulgado na imprensa.

A Comissão foi designada através da Portaria COGER nº 158/2020 e é composta por um delegado de Polícia Federal, integrante da Corregedoria-Geral do MJSP; um Procurador da Fazenda Nacional e um Auditor Federal de Finanças e Controle da Controladoria-Geral da União.

Como medida considerada adequada à realização dos trabalhos da Comissão, o ministro decidiu pela substituição da chefia da Diretoria de Inteligência da SEOPI.

Por fim, o Ministério da Justiça e Segurança Pública destaca que o ministro André Mendonça está à disposição para prestar esclarecimentos à Comissão Mista de Investigação da Atividade de Inteligência, aguardando apenas a definição da data.

Assessoria de Comunicação do Ministério da Justiça e Segurança Pública

> Deputados querem que ministro da Justiça explique dossiê contra antifascistas

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!