Delator de Aécio e Lobão é encontrado morto

Foi encontrado morto nesta terça-feira (17), o ex-presidente da Odebrecht Infraestrutura Henrique Serrano do Prado Valladares, delator da Lava Jato que revelou suposto esquema de corrupção envolvendo o deputado Aécio Neves (PSDB/MG) e o ex-senador Edison Lobão (MDB/MA), além ex-ministros dos governos petistas. As informações foram publicadas pelo Estadão.

> Justiça rejeita denúncia de Lula e irmão por mesada da Odebrecht

A causa da morte tem sido apontada pelos investigadores como indeterminada. Não foram encontrados sinais de arrombamento no apartamento onde estava o corpo, nem sinais de luta.
A Lava Jato aponta Valladares como um dos negociadores dos R$ 30 milhões que teriam sido pagos como propina para Aécio Neves. Em troca, segundo apontam delatores, o deputado atuaria em favor dos Projetos do Rio Madeira.
Lobão foi apontado pelo delator como responsável pelo recebimento de R$ 5,5 milhões para rever o leilão da usina de Jirau, para que a Odebrecht assumisse o empreendimento.
Aécio e  Lobão negam as acusações.
Aécio Nevescorrupçãodelaçãodelatorlobão