Collor é alvo de operação da Polícia Federal

A Polícia Federal cumpre nesta sexta-feira (11) 16 mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao senador Fernando Collor (Pros-AL). A Operação Arremate investiga a suspeita de envolvimento de Collor em crime de lavagem de dinheiro na compra de imóveis em leilões públicos cujos valores somam, segundo a PF, R$ 6 milhões.

Os mandados são cumpridos em Maceió e Curitiba e foram autorizados pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF). Os investigadores suspeitam que o ex-presidente tenha arrematado imóveis em leilões públicos em 2010, 2011, 2012 e 2016 com recursos de origem ilícita para ocultar bens e convertê-los em ativos lícitos. As compras, conforme a PF, eram feitas por meio de um “testa-de-terra”.

Além de lavagem, os envolvidos são acusados de corrupção, desvio de dinheiro público, falsificações e organização criminosa. Collor é réu na Operação Lava Jato. O Congresso em Foco não conseguiu localizar o senador.

Catarse
corrupçãoCuritibaFernando CollorleilãoMaceióOperação ArrematePFSTF