Radar do Congresso já tem mais de 320 mil visitas

Em setembro de 2020 o Congresso em Foco colocou no ar um conjunto inédito de dados que, atualizados automaticamente, trazem informações indispensáveis para a compreensão da atuação de deputados e senadores. 

O Radar do Congresso publica dados sobre assiduidade, propostas, discursos, processos judiciais, governismo e transparência de todos os membros do Congresso Nacional. A partir dessas informações, a equipe de jornalismo do site produz reportagens com análises exclusivas sobre o trabalho dos congressistas. A base de dados e as reportagens produzidas a partir dela já somam mais de 320 mil visualizações de páginas. 

Além das reportagens publicadas no site, os dados do Radar do Congresso são usados para gerar insights e informações que são entregues antecipada ou exclusivamente para assinantes do Congresso em Foco Premium

Impacto

Além da quantidade de acessos, as publicações a partir de dados do Radar do Congresso, têm gerado impacto no mundo político e repercussão em outros veículos de imprensa. 

Trecho de artigo publicado por Arthur Lira no jornal O Globo

O então candidato à presidência da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), usou dados do Congresso em Foco em artigo publicado n’O Globo para argumentar que seu então adversário, Baleia Rossi (MDB-SP), se disfarçava de oposicionista enquanto votava com o governo. 

A partir do indicador de transparência do Radar do Congresso, o deputado Felício Laterça (PSL-RJ) reformulou seu site para atender aos critérios de transparência elencados na pesquisa do Radar. Ou seja, as informações do Congresso em Foco levaram um deputado a ser mais transparente na prestação de contas a seus eleitores.

O jornal O Globo, publicou uma reportagem de página feita com base no indicador de governismo do Radar do Congresso que mostrava o alinhamento dos aliados de Arthur Lira ao Palácio do Planalto. 

A colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, publicou nota mostrando que apenas 33% dos deputados negros costumam votar alinhados à orientação do Planalto.

Já a coluna Radar, da Revista Veja, usou dados da plataforma para embasar texto que mostra que os deputados produzem menos no período eleitoral, mas mantêm salários intactos.

Parceria com o google

O Radar do Congresso foi desenvolvido após o projeto ser selecionado pelo Google News Initiative (GNI). A plataforma foi ao ar, numa versão preliminar, em março de 2020. Somente em setembro a ferramenta passou a oferecer os recursos que possui hoje, incluindo a possibilidade de avaliar de diferentes formas o nível de governismo dos deputados federais e senadores e o nível de transparência dos parlamentares - dados exclusivos do Congresso em Foco.

Continuar lendo