Eliziane Gama é eleita a melhor no Senado pelo júri especializado

A senadora Eliziane Gama (Cidadania - MA) é a vencedora do Prêmio Congresso em Foco 2020 na categoria de “Melhores Senadores”, de acordo com escolha do júri especializado.

Em seu discurso, Eliziane lembrou uma frase que ouviu durante a corrida eleitoral "eu lembrei de que um ex-presidente da República maranhense me falou 'essa menina não tem estatura para ser senadora' da República. Ele dizia isso pela nossa história por eu ser do interior do maranhão e ter estudado a vida inteira em escola pública e talvez esse não fosse o critério para que hoje eu estivesse aqui", afirmou.

"A nossa luta é na defesa dos excluídos do Brasil pelo que menos podem, pelo que menos tem e pelos que menos sabem", afirmou a parlamentar dedicando o prêmio a sua família ao povo e à Deus.

Nesta 13ª edição do Prêmio Congresso em Foco, o júri especializado, que é formado por representantes de quatro segmentos da sociedade, também elencou como melhores parlamentares do ano os senadores Simone Tebet (MDB-MS), Paulo Paim (PT-RS), Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) e Tasso Jerissati (PSDB-CE)

Os vencedores foram anunciados em cerimônia virtual realizada na quinta-feira (20) transmitida pela página do Congresso em Foco. A vencedora desta categoria foi anunciada pelo presidente do Sindicato Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil (Sindifisco Nacional), Kleber Cabral.

O júri

O júri é uma das três formas de votação do Prêmio Congresso em Foco 2020, junto com a votação da internet e a dos jornalistas. O objetivo do júri é fazer uma avaliação especializada dos parlamentares, de acordo com a visão e o posicionamento de vários segmentos da sociedade.

Por conta disso, o corpo de jurados foi formado com o objetivo de garantir pluralidade na escolha, com representantes de quatro diferentes segmentos da sociedade: o acadêmico, o empresarial, o trabalhista e o terceiro setor, além de um representante do Congresso em Foco.

O Prêmio Congresso em Foco 2020 teve como jurados um dos membros da Academia Brasileira de Ciências e da Academia de Ciências dos Países em Desenvolvimento, Carlos Nobre; da presidente da Associação Brasileira de Relações Institucionais e Governamentais (Abrig), Carolina Venuto; da presidente-executiva e co-fundadora do Todos Pela Educação, Priscila Cruz; da coordenadora da assessoria do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), Viviane Ponte Sena e do editor-executivo deste site, o jornalista Edson Sardinha.

Na avaliação feita pelo júri, os principais critérios levados em consideração foram: assiduidade em sessões deliberativas; participação nos debates do Parlamento; apresentação de propostas legislativas; capacidade de articulação política; combate à corrupção e uso consciente dos recursos públicos; além da defesa da democracia e do desenvolvimento sustentável.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!