Congresso é contraponto a presidente antiambientalista, diz Instituto Democracia e Sustentabilidade

O Congresso Nacional virou peça-chave no enfrentamento à política socioambiental do governo Jair Bolsonaro, na avaliação do Instituto Democracia e Sustentabilidade (IDS). A entidade, que apoia a categoria Clima & Sustentabilidade no Prêmio Congresso em Foco 2019, vê na escolha dos parlamentares que melhor desempenham o mandato nessa área uma oportunidade de valorizar aqueles congressistas que estão dispostos a impedir o avanço de ações nocivas ao meio ambiente patrocinadas pelo atual governo.

> Vá direto à página de votação

“O prêmio é um instrumento de promoção das coisas boas, para estimular e inspirar outros parlamentares a incorporarem essa pauta [de meio ambiente] na sua agenda de prioridade. Precisamos valorizar os poucos parlamentares que têm proficiência ou protagonismo significativo nessa pauta”, defende André Lima, advogado socioambientalista e coordenador do projeto #RADAR Clima e Sustentabilidade do IDS. “O Parlamento se apresenta como um contraponto em um momento em que o chefe do Executivo se apresenta como um líder ‘antiambiental’”, ressalta.

> Coloque a marca do Prêmio Congresso em Foco em sua página

Para André, a premiação traz “conteúdo e qualidade para o debate político e para a política em si”. Na visão do ambientalista, as pessoas conversam hoje mais sobre política, mas de maneira polarizada e superficial. “Cada vez mais gente reproduz reflexões, pensamentos e conclusões que, muitas vezes, são fruto de marketing eleitoral e político e não de uma reflexão respeitosa e responsável sobre política. A gente vive essa contradição. Mais gente falando de política e falando de maneira polarizada”, afirma.

O coordenador do IDS vê na popularização da política, ainda que com discussões superficiais, um sinal positivo, já que mobiliza a sociedade a pensar no assunto. O problema, destaca, é superar essa polarização. “O que a gente vê hoje é um grande Fla X Flu na política, que não está  favorecendo nem o Fla nem o Flu e nem o esporte em si, nem a política em si”, completa.

Para André Lima, o Prêmio Congresso em Foco faz o papel de dar visibilidade aos bons exemplos na política brasileira em um momento em que existe uma desqualificação generalizada do Parlamento. “A democracia não é a responsável pelo que tem de pior acontecendo, não só no Parlamento, mas também no Parlamento brasileiro. Tem muito trabalho importante feito no Congresso Nacional, tem muita iniciativa valorosa”, observa.

A votação popular na internet foi aberta na última quinta-feira (1º) e prossegue até 31 de agosto. Os vencedores serão anunciados em cerimônia a ser realizada em 19 de setembro no espaço Porto Vittoria em Brasília.

Ao longo de todo este mês, você poderá escolher aqueles deputados e senadores que melhor representam a população no Parlamento e atuam com mais destaque em três áreas temáticas:  Clima e Sustentabilidade, apoiada pelo Instituto Democracia e Sustentabilidade (IDS); Apoio ao Empreendedorismo; e Valorização dos Bancos Públicos, que é assinada pela Associação Nacional dos Funcionários do Banco do Brasil (Anabb).

A seleção é feita de forma paralela à votação do júri especializado e a dos jornalistas que fazem a cobertura do Congresso Nacional. Estão aptos a serem votados apenas aqueles parlamentares que exerceram o mandato por ao menos 60 dias este ano e que não respondem a investigações ou acusações criminais.

> Quem se destaca na primeira parcial do Clima & Sustentabilidade

> Bia Kicis assume liderança no apoio ao empreendedorismo. Veja nova parcial

> Veja o regulamento do prêmio

Quem apoio o Prêmio Congresso em Foco 2019:

*  Sob a supervisão de Edson Sardinha

> Alvaro Dias abre vantagem na valorização dos bancos públicos. Veja novo boletim

> Quem se destaca na primeira parcial do Clima & Sustentabilidade

> Bia Kicis assume liderança no apoio ao empreendedorismo. Veja nova parcial

> Veja o regulamento do prêmio

 

André LimaIDSJair BolsonaroMeio Ambientemelhores parlamentarespauta socioambientalPrêmio Congresso em FocoPrêmio Congresso em Foco 2019