Prêmio Congresso em Foco: lista dos aptos sai no dia 30 de agosto

Encerrou nesta quinta-feira (26) o prazo para parlamentares contestarem a inclusão ou exclusão de seus nomes nas listas dos aptos a participar do Prêmio Congresso em Foco.  A relação final será divulgada no dia 30 de agosto.

Foram excluídos das listas preliminares divulgadas desde a última sexta-feira congressistas que respondem a algum tipo de investigação ou processo de improbidade. O Congresso em Foco abriu prazo até esta quinta para contestação. Nesse período também pode ser reivindicada a exclusão de algum nome a respeito do qual se tenha conhecimento de algum tipo de acusação. A relação final será dos concorrentes será publicada na próxima segunda-feira (30).

Os prazos estão previstos no regulamento do Prêmio Congresso em Foco 2021. Neste ano, além das categorias gerais de "Melhores na Câmara" e "Melhores no Senado", estarão em disputa três categorias especiais: "Defesa da Educação" e "Clima e Sustentabilidade", já consagradas em outras edições, e "Mulheres na Política".

Veja a relação preliminar dos aptos a concorrer ao prêmio em 2021:

Categoria geral – Melhores na Câmara e Melhores no Senado

Categoria especial – Defesa da Educação

Categoria especial – Clima e Sustentabilidade

Categoria especial – Mulheres na Política

A votação na internet começa no próximo dia 1º e vai até 30 de setembro. Os vencedores serão conhecidos em cerimônia no dia 21 de outubro. O prêmio tem como principais objetivos fortalecer a democracia, estimular a cidadania a avaliar o desempenho de deputados e senadores e valorizar aqueles que, no entendimento da sociedade, melhor a representa.

Assim como nas edições passadas, os parlamentares premiados serão definidos por três grupos: pelo público, em votação aberta na internet; por 25 jornalistas (quatro a mais que em 2020) que acompanham o Congresso para diferentes veículos jornalísticos; e  por um júri especializado. Pela primeira vez, esse júri será composto por seis, e não mais por cinco, integrantes: um do meio empresarial, outro dos trabalhadores, um do setor acadêmico, um do Congresso em Foco e, agora, por dois nomes do terceiro setor.

Quem apoia o prêmio

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Continuar lendo