Tribunal de Justiça e GDF aumentam restrições sobre circulação de pessoas

A cada momento, vão se aumentando as restrições ao trânsito de pessoas em locais públicos e privados por causa da pandemia do coronavírus. Depois de o Governo do Distrito Federal ampliar a suspensão de atividades decretando o fechamento até de parques, o Judiciário local também reduziu ainda mais as sessões de julgamento e audiências.

> As últimas notícias sobre a pandemia de covid-19 no Brasil

Portaria determinou que, a partir desta quinta-feira (19), além das audiências na 1ª instância, estão suspensas as sessões de julgamento na 2ª instância.

A maioria dos servidores deve ficar em casa em regime de teletrabalho.

O ingresso de pessoas nas dependências do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios, no período de 19 de março a 30 de abril de 2020, estará restrito aos magistrados, servidores, estagiários e colaboradores que não estiverem em regime de teletrabalho.

Não será permitido o acesso ao tribunal pelo público externo. A vedação alcança os entregadores de alimentos solicitados por aplicativos, telefone, internet ou outro meio de comunicação. O funcionamento do restaurante instalado no 10º andar do Fórum de Brasília também foi suspenso.

As unidades administrativas e judiciárias de 1ª e 2ª instâncias deverão permanecer em funcionamento, destacando apenas um servidor para trabalho presencial, ficando os demais em regime de teletrabalho.

Está suspensa ainda, no período de 19 de março a 30 de abril de 2020, a realização de audiências no âmbito do primeiro grau de jurisdição, inclusive as de custódia.

A portaria foi assinada pelo presidente do Tribunal, Desembargador Romão C. Oliveira, e pelo corregedor de Justiça, Desembargador Humberto Adjuto Ulhôa.

Zoológico e parques fechados

Um decreto do governador Ibaneis Rocha (MDB), publicado hoje (18/3) em edição extraordinária, restringe ainda mais a circulação de pessoas na capital federal.

A partir desta quinta-feira (19/3), áreas de grande circulação estarão fechadas. É o caso do Parque da Cidade, Parque Olhos D’Água, shoppings, Feira da Torre, Feira dos Importados e do Zoológico.

As medidas valem por 15 dias, mas esse prazo pode ser alterado. Pelo decreto, clubes recreativos, boates e casas noturnas também estarão com funcionamento suspenso.

A ordem dos especialistas é para o isolamento em casa.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!