Shoppings em alerta por causa da pandemia de coronavírus

A Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce) criou um comitê para gerenciar possível crise no setor. O comitê está realizando pesquisa entre os associados para medir o impacto na frequência dos estabelecimentos. E também para tomar medidas de segurança de saúde, como o reforço nos procedimentos de higiene e limpeza dentro de suas instalações.

Trump e Bolsonaro em alerta por Covid-19. Chefe da Secom infectado. Bolsa fecha pela 4ª vez

Existem no Brasil 577 shoppings, por onde circula a grande massa dos brasileiros. Ou seja, são 577 pontos potenciais de contaminação. Num cenário em que ambientes de aglomerações de pessoas devem ser evitados, o setor entra em alerta máximo sobre os impactos econômicos da pandemia.

Os shoppings foram pegos de surpresa com a velocidade dos últimos boletins que anunciam novos casos no Brasil e estão se mobilizando para tentar reduzir danos. Garante funcionamento normal das áreas comerciais.

Por enquanto, o fluxo de pessoas nos shoppings permanece o mesmo dos períodos de normalidade. Mas deve cair em Brasilia nos próximos dias em decorrência do alarme causado pelo decreto do GDF.

Depois de o governador Ibaneis Rocha baixar decreto suspendendo por cinco dias as aulas nas escolas, os eventos públicos e até missas, o maior shopping da capital se manifestou hoje nos seguintes termos.

O Parkshopping afirmou que: “Acompanha com o devido cuidado e atenção as informações sobre o Coronavírus e Covid-19". Esclarece ainda que já adotou uma série de medidas no sentido de intensificar ainda mais a limpeza e higienização de suas dependências, e já veicula em suas instalações uma campanha educativa sobre o assunto, na intenção de ajudar na contenção do contágio do Covid-19. Mantemos o funcionamento normal das atividades .”

> Simone Tebet pede trégua entre Congresso e Bolsonaro por combate ao coronavírus

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!