Congresso em Foco

[fotografo]Pedro Ribas/ANPr[/fotografo]

Vice de Bolsonaro, general Mourão volta a criticar 13º salário

02.10.2018 14:49 10

Publicidade

10 respostas para “Vice de Bolsonaro, general Mourão volta a criticar 13º salário”

  1. AO543 disse:

    Na realidade o 13ºSalario é para PAGAR OS IMPOSTOS DO INICIO DO COMO IPTU,IPVA que consomem mais 70% desse dinheiro que é uma ILUSÂO.O Governo dá no mes de DEZEMBRO ,mas TIRA nos meses de FEV para frente.

  2. Almir Nunes disse:

    O vice presidente Hamilton Mourão se expressou talvez de maneira não compreendida pela maioria, mas como poucos sabem o 13° salário e apenas o pagamento restante dos dias trabalhados durante os meses do ano e que não deveria deduzido imposto de renda, pois já vem sendo ao longo da jornada de trabalho anual. Bolsonaro presidente!

  3. Alvaro dos Santos Arruda disse:

    Não adianta quanto mas bate ele cresce BOLSONARO PRESIDENTE 2018

  4. Alvaro dos Santos Arruda disse:

    Bolsonaro Nosso Futuro Presidente 2018

  5. Alvaro dos Santos Arruda disse:

    Fake!

  6. Alvaro dos Santos Arruda disse:

    Na verdade Bolsonaro sempre foi e continua sendo Massacrado por essa mídia estupida alguém tem alguma imagem gravada, o General falando isso e tudo mentira prá defama-lo o Capitão más pode ter certea a vitória e certa 17 Neles

  7. Jeferson Matos disse:

    Alguém coloca uma mordaça nesse sujeito por favor…

  8. Claudineia Teodozio disse:

    Pronto vai governa pra rico

  9. Smith Yuri Svetlanovsky disse:

    Entendendo 13o e FGTS :
    Primeiro vc precisa entender q o 13o é garantido pela CLT, pela constituição socialista de 1988. Sendo assim, nenhum presidente, muito menos seu vice podem eliminar esse “direito” do trabalhador. Somente reformas apropriadas aprovadas pelo congresso é q poderiam fazê-lo. Mas isso ñ acontecerá no Brasil tão cedo, pq nós somos um país atrasado. Em qualquer país com um mercado ñ controlado pelo governo tem-se o hábito de pagar os salários por semana, aqui com a nossa CLT do Getulio Vargas – q foi copiada da Carta del Lavoro do facista Mussolini- paga-se por mês, considerando esse um período de quatro semanas. Porém um ano tem 52 semanas e só 12 meses, se multiplicarmos 12 x 4 = 48, ou seja, das 52 semanas foi-se pago 48, então faltam 4 semanas. Sendo assim, o 13o ñ é um direito seu, é a correção do seu salário q vc ñ recebeu na hr certa e o governo finge te dar de bônus. Ou seja, é um salário q vc já devia ter recebido, só q a CLT ñ permitiu q recebesse. No máximo q a CLT diz é q vc tenha q ganhar menos em 11 meses para ganhar mais em dezembro para fazer suas compras de natal. É a mesma dinâmica do FGTS, o governo diz assim “olha, como vc é irresponsável, idiota e não sabe administrar seu próprio dinheiro e fica gastando aí com besteiras, eu vou tomar uma parte dele e deixar aí rendendo menos q a inflação – por meio dá inflação então vou rouba-lo para mim -para q depois vc possa ir comprar a sua casinha. O 13o e o FGTS são “direitos ” praticamente inexistentes no resto do mundo de tão ridículos q são. Absolutamente nenhum país alcançou o desenvolvimento econômico e social sem promover a liberdade e a responsabilidade individual de seu povo, só que aqui o governo trata o brasileiro como uma criança imbecil q precisa ser a todo momento ser controlada.
    ESPERO TER ESCLARECIDO ESSA QUESTÃO.
    OBRIGADO!!!

    • Paulo Siqueira disse:

      O FGTS foi criado pelo governo militar através de Roberto Campos. Era um fundo para financiamento de habitação e infraestrutura. O 13º é pago em outros países quando o salário é mensal. Onde se paga por semana ou por quinzena não há 13º, e no final das contas a empresa já calcula o custo anual do empregado, não é nenhuma surpresa. A questão é defender o fim do 13º Salário num processo eleitoral

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via