Congresso em Foco

Esplanada dos Ministérios.[fotografo]Reprodução[/fotografo]

Fusões de ministérios anunciadas por Bolsonaro enfrentam oposição

31.10.2018 13:44 9

Publicidade

9 respostas para “Fusões de ministérios anunciadas por Bolsonaro enfrentam oposição”

  1. Bento Sartori de Camargo disse:

    Menos estado = menos cabides de empregos com tudo pago por nós contribuintes. Estamos na era digital, basta utilizá-la de maneira útil, inteligente e racional.

  2. Sérgio Salomon disse:

    ENFRENTAM OPOSIÇÃO DAQUELES COMEM QUIETOS EM BRASÍLIA INCLUINDO OS REDATORES DESTE CONGRESSO EM FOCO..

  3. Walldemar Sobrinho disse:

    Decisões completamente acertadas. Enxurgar o Estado brasileiro é urgente. Meio Ambiente e Agricultura tem que caminhar juntos, lado a lado, são ambos essenciais para nossa existência. Vejo uma direção de governo acertadíssima, basta tratorar a oposição e dizimá-la.

  4. Fábio disse:

    A esquerda fisiológica, viciada no cabidão de empregos e no Estado inchado, irá espernear diante de qualquer tentativa de modernização da máquina administrativa. Isso já é esperado.
    A caravana passa, enquanto os cães ladram.

  5. Daniel Soitchi Guerreiro disse:

    Não entendo a logica dessa fusão… o que tá passando pela cabeça deles (Guedes e Borso)? “É TUDO MATO ENTÃO, FAZ A FUSÃO, AIH?” ou “AH… OS FAZENDEIROS TEM POUCO ESPAÇO PRA CRESCER… VAMOS FACILITAR AS LICENÇAS AMBIENTAIS PRA ELES, COITADINHOS…”

    • Fábio disse:

      A lógica é a de eficiência administrativa e respeito ao dinheiro do contribuinte. A quem interessa esse bando de ministérios, verdadeiro cabidão de empregos para incompetentes e apaniguados políticos? Para o cidadão é que não.
      Bolsonaro reduzirá o tamanho do Estado, fará mais com menos. Quanto ao meio ambiente, de onde extraiu a noção de que para ser protegido depende de ministério próprio? Então a proteção ambiental não existe sem um bando de burocratas ineptos em Brasília?
      Se desconfia dos políticos, por que crê cegamente no Estado?
      Menos Estado. Mais liberdade.

      • Daniel Soitchi Guerreiro disse:

        Fábio, vc escreve como se soubesse de eficiência e gestão… Sou consultor de processos da iniciativa privada, e sei muito bem como se traz eficiência de qualidade da iniciativa privada para governo. Agendas são importantes e não se devem ser DESCARTADAS… o problema é que a agenda do meio ambiente não foi descartada e sim, fundida dentro de um bundle de ministérios onde a tendencia é dar direitos para a bancada de ruralistas (que por acaso, dão apoio a Bolso nessa nova reforma do congresso). A pergunta aqui não é se a fusão vai trazer eficiência, e sim, a quem o Bolsonáro quer agradar com essa fusão, e, principalmente, por que? Iniciativa privada já pagou pelo menos R$ 12mill de doações não registradas no TSE, quanto que Ruralistas pagaram (em doações não declaradas) para ter esse direito de mandar nas licenças ambientais?

  6. Teresinha Winter disse:

    Se alguém conseguir provar que o Ministério do Meio Ambiente tem alguma coisa que ver com o Ministério da Agricultura, a não ser FACILITAR as licenças ambientais pra que possam desmatar, alagar, aterrar, serrar as árvores, enfim DESTRUIR o meio ambiente, por favor, se pronunciem. Senão, é simplesmente uma POUCA VERGONHA, mais um GOLPE do INOMINÁVEL na população brasileira.

    • Fábio disse:

      Teresinha, onde estava sua preocupação ambiental enquanto os petralhas destruíam a Amazônia com Belo Monte?
      A proteção do meio ambiente não depende da existência de um ministério em Brasília, mera desculpa para um cabidão indecente de empregos. E o desenvolvimento econômico não é contrário à proteção ambiental. Nunca ouviu falar de desenvolvimento sustentável? Não há mal algum em fundir ministérios. É medida de eficiência administrativa e respeito a você, contribuinte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via