Congresso em Foco

Arma de fogo [fotografo] Pixabay [/fotografo]

Fachin suspende isenção de imposto para importação de armas

14.12.2020 16:57 21

Publicidade

21 respostas para “Fachin suspende isenção de imposto para importação de armas”

  1. luiz carlos oliveira aguiar disse:

    A béla industria nacional, a arma cai no chão e dispara sozinha. o preço exorbitante…

    • Felix disse:

      Ainda bem. Cidadãos só devem poder dispor de armas de fogo na área rural.

      • Thiago disse:

        As pessoas tem o direito de se defenderem ou defenderem sua propriedade bem como sua família.

        • Felix disse:

          Quem tem que defender as pessoas é o ESTADO. Além disso já se comprovou que armar as pessoas leva à morte de muito mais pessoas de bem ainda, além de prover as milícias de armas.

          • Thiago disse:

            Você prefere transferir sua responsabilidade de preservar sua vida ao Estado? Meu Deus… Mas se a resposta for sim, loucura, é um direito seu, só não queira tirar essa escolha de outras pessoas afinal nem mesmo o estado mais competente consegue estar em todos os lugares e protegendo todos a todo momento.
            De onde vc tirou essa comprovação que mais armas é igual a mais mortes? Há países no mundo todo e inclusive aqui na América Latina(Pra não vim com aquela falácia e embuste de sindrome de vira lata de que a mentalidade e educação dos outros povos são superiores) que possuem muito mais armas que o Brasil e muito menos mortes .
            Se sua afirmação fosse verdade era para o estatuto do desarmamento ter sido um sucesso afinal houve redução de armas por todo Brasil, mas isso não gerou redução no número de mortes. Muito pelo contrário continuou havendo um crescimento no indicativo. Até pq criminoso nenhum entregou armas, o bandido continua armado.

          • Felix disse:

            Sim, prefiro! É a obrigação do ESTADO. Além disso armas nas mãos dos cidadãos só provocam mais desgraça. Mas, tome sua cloroquina e continue na ignorância!

          • Thiago disse:

            kkkkkkkkkkkk! Ta ai um ótimo exemplar de Nelore. O tonto terceiriza e coloca a própria vida na mão do Estado e ainda vem chamar quem nem conhece de ignorante. ?

          • Felix disse:

            Sim é dever constitucional do ESTADO garantir a segurança do cidadão. Cuidado com a cloroquina, tá!

          • Thiago disse:

            Eu sei que é, mas isso não te impede de se defender ou buscar meios para isso. Fica esperando o Estado garantir sua segurança, mas espera sentado pra não morrer cansado.

          • Felix disse:

            Só que não funciona. Aumenta o número de mortes de inocentes como já foi comprovado por muitos estudos.

          • Thiago disse:

            Estou aguardando você citar pelo menos um estudo. Já te mostrei que isso é uma falácia, o simples fato de liberar ou restringir armas não é o suficiente para correlacionar com aumento ou diminuição de mortes.

          • Felix disse:

            Respondi, mas tem que ser aprovado pelo Congresso em Foco. Deve ser por mencionar endereços e-mail:
            Espere, isso está aguardando ser aprovado por Congresso em Foco.

          • Felix disse:

            Parece que links com a internet não podem ser publicados. Então, recomento pesquisar José Vicente da Silva Filho, expert no assunto.

            Especialistas em segurança pública criticaram a medida do presidente. José Vicente da Silva Filho, coronel reformado da Polícia Militar, ex-Secretário de Segurança Pública e mestre em Psicologia Social pela USP (Universidade de São Paulo) ressalta que os decretos não vão melhorar em nada a segurança pública.
            Ele lembra que a quase totalidade da população não tem dinheiro e/ou interesse em adquirir uma arma básica que custa cerca de R$ 5.000. “Dá para comprar uma geladeira, fogão e microondas, tudo junto. Ou uma TV 4 K de 50 polegadas”, exemplifica.
            “No limite talvez cheguemos a dois milhões de pessoas armadas com as novas regulações: 1% da população. O resto depende de ações do governo na segurança pública. Se arma fosse fator de defesa, não morreriam tantos PMs na hora de folga”, finaliza.

          • Thiago disse:

            Não apresentou nenhum estudo, nenhum dado ou estatistica, apenas a fala de uma unica pessoa que é contra, mas olha a ironia, deve andar portando arma o tempo todo. Engraçado que ele pode, mas o restante da população não tem o mesmo direito né?
            E o foco não é melhorar a segurança publica, como você mesmo disse isso é dever do Estado, as pessoas querem ter o direito de portar arma como uma liberdade individual, um direito de se defender.

          • Felix disse:

            Não é uma única pessoa só. Não me deixaram colocar endereços da internet. Você mesmo poderia procurar, mas desconfio que na realidade prefere não saber. Coronel José Vicente da Silva Filho é autoridade no assunto, mas não é o único expert. Basta procurar. Muito sucesso!

          • Thiago disse:

            Já conheço o dito Coronel bem como outros desarmamentistas, mesmo assim eles não conseguiram correlacionar, e nem quem é a favor de armamento conseguiu achar uma correlação, de que mais ou menos armas influciencia diretamente no nº de mortes por armas de fogo.

          • Felix disse:

            Que bom que você sabe mais que ele e outros. Deveria publicar seus estudos e pesquisas!

          • Thiago disse:

            Onde eu falei que sei mais que ele e outros? Aprenda a interpretar textos.
            E encerro minha participação por aqui. Não vou perder mais meu tempo com algum aleatório na internet.

          • Felix disse:

            Sua atitude o diz, você quer a arma e procura se justificar.

            Que bom que quer encerrar, por coincidência ia dizer o mesmo.

          • Thiago disse:

            Eu não quero arma, eu já tenho. ?

          • Felix disse:

            Acho muito triste.

            Vamos encerrar mesmo, não faz sentido.

  2. Jorge Teixeira Carneiro disse:

    Bolsonaro prejudicando a indústria da morte nacional.
    A pistola é nossa!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via