Déficit de bancários da Caixa se aproxima de 20 mil e pode afetar população

caixaCaixa Econômicacaixa econômica federalFenaePrograma de Demissão Voluntária
Comentários (42)
Comentar
  • Rodrigo Homer

    Descobriram a pólvora. Já faz tempo que tá faltando funcionário. E o povo prefere descascar em cima de quem ainda está trabalhando ao invés de reivindicar do banco e de outras formas. Todo mundo quer atacar quem está ali na linha de frente mas ninguém para para pensar o porquê está demorando o atendimento, o porquê só tem um ali e etc. Tenham certeza de uma coisa: nenhum funcionário “faz cera” de propósito. E sabem por que? Porque é ele mesmo quem vai ficar até mais tarde tendo que resolver o que ficou para trás, então qual é a lógica de fazer o povo esperar de propósito? Para o próprio funcionário chegar mais tarde em casa? Kkkkkkkkkk…

    • Jorge Teixeira Carneiro

      Se você for branco, venha visitar a nossa agência em Cabo Frio.
      De brinde, o branco ganha um pé de negro no pescoço.
      (contém vídeo educativo)

      Vigilante da Caixa ajoelha no pescoço de homem ao imobilizá-lo e é afastado
      Marcela Lemos Colaboração para o UOL, no Rio

      29/10/2020 09h57

      A Polícia Civil do Rio apura um caso de truculência envolvendo um
      vigilante de uma agência da Caixa Econômica Federal de Cabo Frio, na
      Região dos Lagos. Um vídeo que circula na internet mostra o segurança
      imobilizando um homem no saguão da agência. O homem está no chão, de
      barriga para cima e o segurança com o joelho sobre o pescoço dele.
      O caso ocorreu na sexta-feira (23) e ganhou repercussão na internet nos
      últimos dias. No vídeo, é possível ouvir o homem gritar: “Tira a mão de
      mim” e inúmeros clientes se aglomerando em volta dos…blá-blá-blá (continue a ler no UOL)

      • Rodrigo Homer

        Pois é, o que mais tem é gente despreparada trabalhando na área de segurança/ vigilância. Sempre sou favorável a averiguar o que houve antes mas na maioria das vezes são reações desproporcionais.

        • Jorge Teixeira Carneiro

          Despreparado?
          No caso do Carrefour, empresa que é bem avaliada e que presta um serviço bem melhor que o Tamburete Federal, o despreparo do segurança foi ”racismo”

          • Rodrigo Homer

            E não foi? Se o cara fosse branco a reação seria a mesma? Pare e pense. Alguns maus profissionais que trabalham na área de segurança adoram crescer pra cima de gente que, na avaliação deles, não está em condições de responder à altura. Adoram bater em moleque, intimidar mulher, desrespeitar pobre…daí, quando aparece um “dotô” bem vestido e, geralmente, BRANCO, baixam a bola . Por que hein?

      • Rodrigo Homer

        E qual o motivo de ele ter sido imobilizado? Apanhou até morrer também, igual ao outro caso?

    • Jorge Teixeira Carneiro

      Bom dia, “rodrigo”.
      Achei isso na 1a página do UOL.
      Transcrevo para os seus comentários abalizados.

      ””’No caso de Terral, o problema começou em novembro de 2018, quando o empresário percebeu a retirada de R$ 2.056,00 de sua conta bancária na Caixa. Foram três meses
      sem solução até que ele retornou uma vez mais a sua agência no dia 19
      de fevereiro de 2019.
      “Tirei a senha às 10h36 e aguardei como qualquer cliente. Sem resolver
      meu problema, o funcionário que me atendia começou a atender outras
      pessoas na mesa ao lado e me deixou esperando por mais de quatro horas”,
      diz Terral.
      Ao notar, ele se dirigiu à mesa do gerente, que também não deu a devida
      atenção ao problema. Cansado, o empresário anunciou que só sairia da
      agência após o reembolso do valor. O gerente reagiu e chamou a g….bla-bla-bla
      Veja mais em: cotidiano/ultimas-noticias/2020/12/01

      • Rodrigo Homer

        Que triste, né? E eu com isso? Cada um conta a história do seu jeito.

        • Jorge Teixeira Carneiro

          Só tem um jeito.
          Vamos boicotar a empresa.
          Empresa racista.
          Manuela está convocando para um protesto na porta.
          Vamos quebrar e incendiar a empresa.
          Espancando trabalhador que foi roubado ainda por cima

          Hãããããã….
          Dããããããã……

          • Rodrigo Homer

            Tá passando bem? O que o C*** tem a ver com as calças??

          • Jorge Teixeira Carneiro

            Leia a reportagem completa no UOL.
            O cliente teve dinheiro retirado da conta indevidamente.
            Foi mal atendido pra caramba, como é o padrão desse Tamburete Federal e ainda levou um esbrega de segurança.
            Como ele é negro, é claro que foi racismo.

          • Rodrigo Homer

            Jorge, sou bancário há mais de vinte anos. Não nasci ontem. Não vou entrar no mérito da questão nesse caso específico, pois eu não estava lá e não vi o que aconteceu. Mas o que posso lhe dizer é que cliente de banco acha a gente o máximo enquanto estamos fazendo o que eles querem. No dia que ouvem um “não ” por qqr motivo que seja, o cara acha motivo pra te xingar até por causa da cor da camisa. Repito, não estou entrando no mérito da questão específica a esse caso, apenas estou salientando que não é incomum clientes perderem a linha e partirem pra agressão verbal e, às vezes, até física . E ninguém é imobilizado apenas com o poder da mente, alguém tem que segurar.

            Agora, a pergunta que te faço: os casos foram iguais? O cliente da Caixa apanhou covardemente até morrer? Isso por si só já demonstra a sua incapacidade interpretativa dos fatos, colocando-os no mesmo balaio…

          • Jorge Teixeira Carneiro

            Tudo bem então, ué.
            Então admita que caso você se ache ameaçado por um cliente mais agressivo, você chama o segurança da empresa.
            Foi isso que a moça que estava de vigília no Carrefour fez quando o engraçadinho largou a mulher fazendo todo o serviço de compras, inclusive o pagamento, e se afastou do caixa, indo lá mexer com ela.

          • Rodrigo Homer

            Eles não estão lá pra isso? Só que eles não estão lá pra agirem desproporcionalmente ,simples assim…e sabemos muito bem que essa desproporção na força, geralmente tem alvo certo.

  • 13582196

    Demorando demais para privatizar!

    • Rodrigo Homer

      Isso! Privatiza, daí quero ver as filas quilométricas para sacar FGTS, PIS, Seguro Desemprego, Bolsas e Auxílios na porta do teu banco. Quem defende privatizar a CEF não tem idéia do tiro no pé que está dando…

    • Jorge Teixeira Carneiro

      (tem ‘fotinha’ mostrando a fila)

      Agência da Caixa em Cabo Frio, RJ, fecha com filas no primeiro dia após redução do horário de atendimento

      18 de agosto de 2020

      As agências da Caixa Econômica estão com novo horário de
      funcionamento a partir desta terça-feira (18) em todo o país. As
      unidades estarão abertas das 8h às 13h, diminuindo em uma hora o tempo
      de atendimento para serviços essenciais que, até segunda-feira (17), era
      das 8h às 14h.
      Nesta terça, a agência do Centro de Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio, ainda estava com uma grande fila depois das 13h.
      A Caixa Econômica Federal (CEF) destacou que não é necessário que as
      pessoas durmam nas filas pois todos que chegarem na fila dentro do
      horário de funcionamento serão atendidos.
      A principal orientação é acessar os serviços do banco por meio dos
      canais digitais, como o Internet Banking e os aplicativos para celular.
      Na segunda-feira (17), as agências do Centro e do bairro São
      Cristóvão também tiveram filas e aglomerações. Foi o dia do depósito do
      auxílio emergencial para os nascidos em setembro e o saque do benefício
      está liberado para quem nasceu em janeiro e fevereiro, mas as
      reclamações eram muitas
      O público buscava ajuda para conseguir acessar o aplicativo Caixa Tem
      e retirar o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), liberado
      excepcionalmente nesse período de enfrentamento à pandemia do
      coronavírus

    • Jorge Teixeira Carneiro

      Vem pra fila e tudo beeemmm
      Vem pra fila você também
      Veeemmmmm

  • Jorge Teixeira Carneiro

    Nossa!
    Vou sentir saudades do tempo em que os serviços da Caixa eram excelentes…kkkkkkk

    • Rodrigo Homer

      E os funcionários sentirão saudades dos tempos em que vc era cliente…tchau , querido!

      • Jorge Teixeira Carneiro

        Os funcionários não ficaram com saudades.
        Mas o banco ficou.
        Me ligaram algumas vezes.
        Eu até hoje recebo uns torpedos.

        • Rodrigo Homer

          Contentou seu ego? Hehehehe

          • Jorge Teixeira Carneiro

            Não, porque me faz perder tempo.
            Eu responde ”não sou mais cliente”
            E a seguir bloqueio o número.

          • Rodrigo Homer

            E isso contenta seu ego, pois é ótimo dizer que “não precisa mais” de algo, né?

          • Jorge Teixeira Carneiro

            Se vc puder me ajudar fala com eles para não mandar mais nada.

          • Rodrigo Homer

            Vc gosta de dizer que não precisa mais, que eu sei…

          • Jorge Teixeira Carneiro

            Não é que não precise.
            Eu não quero mais nada com esse banco.
            Só vou lá em última instância.

          • Rodrigo Homer

            Evite precisar. Não tem que privatizar? Então…quando precisar de financiamento com taxa menor ou algum benefício social que eventualmente precise, faça no Itaú.

          • Jorge Teixeira Carneiro

            Depois dessa do ”pé do afrodescendente no pescoço, eu acho que em em vez de ”não sou mais cliente”, vou passar a mandar um ”vão tomar no c*”
            kkkkkkk

      • Jorge Teixeira Carneiro

        Fui embora sem receber o meu brinde de pé no pescoço!

        • Rodrigo Homer

          Por que aconteceu isso? O vigilante matou o cliente,igual ao outro caso ?

          • Jorge Teixeira Carneiro

            Não matou, mas fez pior ainda.
            Afinal, o atendimento no CARREFOUR é muito bom.
            É só ver no vídeo o que o vagab. faz com a própria mulher.
            Ela conduz o carrinho de compras, ela coloca na esteira, ela pega na frente, embala as compras, coloca no carrinho e ainda FAZ O PAGAMENTO.
            Enquanto isso, o vagab. se afasta e vai mexer com uma empregada mulher do CARREFOUR com a mulher dele do lado.
            Já o atendimento da Caixa Econômica Federal Ag. Centro de Cabo Frio – 0179 é uma M3RD@ dia-e-noite, é claro que o cliente foi mal educado, mas tinha razão de reclamar.

          • Rodrigo Homer

            Não matou mas fez pior??? Torturou e matou, fazendo massagem cardíaca depois, pra ressuscitar e continuar? Kkkkkkkk.

            Cara, veja só….pelo o que eu li e vi, o sujeito que morreu no Carrefour não me parecia ser alguém por quem eu costumo nutrir simpatia mas de qualquer forma, a segurança foi totalmente fora a casinha e agiu de maneira desproporcional, tanto que deu no que deu…o cara morreu. E sabemos muito bem o porquê e contra quem agentes de segurança sentem-se mais à vontade para praticar atos violentos.

            Não compare os dois casos porque eles não são iguais, o único ponto que pode ser em comum é a suposta falta de preparo dos agentes de segurança, mas ainda assim, a ocorrência deu-se numa intensidade completamente diferente e precisa ser averiguada, diferentemente da ocorrência do Carrefour, onde as câmeras mostraram tudo. Aliás o Carrefour tem histórico negativo até fora do país, sobre abusos cometidos por seguranças e até gerentes.

            Não dá pra imobilizar ninguém só com o poder da mente, olhando pro cara e o derrubando, mas também não precisa asfixiar até a morte nem bater até matar o caboclo…

  • Felix A Macedo

    A pandemia agravou ainda mais a carência de funcionários. Eles foram heróis em pagar os auxílios emergenciais e estão esgotados e sobrecarregados. E a CEF diz uma coisa e pratica outra. Diz que tem política de manter funcionários experientes, que conhecem profundamente seus serviços, para perder a sua inteligência, mas ao mesmo tempo os incentivam a se desligarem.

    • Jorge Teixeira Carneiro

      Quem pagou foram os computadores.
      Pagaram para gente que não precisava de auxílio e deixaram de pagar para outros que realmente precisavam.

      • Felix A Macedo

        Computadores precisam ser abastecidos de informações pelos funcionários, os caixas precisam ser abastecidos de dinheiro, etc etc. E não é culpa dos funcionários se existe um monte de gente que mentiu ou omitiu informações para receber os benefícios. Aliás, falando nisso, como é que ficou o escândalo dos militares que receberam auxilio-emergencial? Já devolveram o dinheiro? Foram punidos?

        • Jorge Teixeira Carneiro

          Achou que ficou do mesmo jeito que ficaram os políticos e seus parentes que receberam também.

          • Felix A Macedo

            Acho que serão processados pelo MPF e demitidos a bem do serviço público. Não é possível admitir que servidores públicos militares se apropriem indevidamente de dinheiro público.

          • Jorge Teixeira Carneiro

            Nem militares e nem políticos e seus parentes.

        • Jorge Teixeira Carneiro

          Na minha época os computadores viviam ”fora do ar”.
          Agora você me explicou porque.

          • Felix A Macedo

            Na sua época acho que nem deveria existir computadores, não?

          • Jorge Teixeira Carneiro

            Existiam sim, mas eram preguiçosos