Vacina: pressão por prioridade vai de domésticas a funcionários da Caixa

Benedita da SilvaCadÚnicoCâmara dos DeputadoscaminhoneirosCelina LeãoCongresso NacionalCorreioscovidcovid-19destaquesdomésticasentregadoresfila da vacinalegislativolobbymotoristasoposiçãopandemiaprioridadeprioritáriaprojetoprojeto de lei 1011PTquilombolasSenadotaxistastrabalhadorestransporte públicoUberVacinavacinaçãoVicentinho Júnior
Comentários (2)
Comentar
  • Tim Tim

    A maior sacanagem é essa tal de “População privada de liberdade”. Pelo visto, o crime compensa mesmo.

  • Milton Souza

    O governo federal não deveria deixar essas entidades comprarem, visto que algumas delas pode vender vacinas para as pessoas que se interessarem em pagar para tomá-las. Sempre existe gente que se aproveita das horas assim, como temos visto na imprensa algumas pessoas burlando a vacinação e negociando a quem pode pagar o preço pela vacinação.