Médicos cubanos devem deixar o Brasil até o fim deste ano

Conasemsgoverno cubanoMais Médicosmédicos cubanos
Comentários (5)
Comentar
  • Sergio Russo

    Os médicos cubanos não passaram de uma tacada de marketing do PT , para ter algo o que mostrar nas campanhas eleitorais . Não era uma medida definitiva que iria corrigir de vez a falta de médicos que existe no Brasil , principalmente nos grotões , aonde mandaram estes escravos cubanos para fazer naninha na cabeça ods brasileiros sem assintencia , que continuam na mesma situação , mas agora com alguem para ouvir suas misérias. Qual é o medico que se submeteria a ficar com uma parte do salario , enquanto o governo fica com a parte do cafetão ? A familia do medico fica como refem em Cuba , para evitar que ele peça asilo ou fuja do paraiso cubano.
    Mais um triste capitulo do petismo que se esvai , deixando muitos brasileiros que acreditaram nas mentiras do petismo na mão.

  • mariossergio

    Uma pena. Espero que muitos não retornem por vontade própria e também que o Brasil lhes dê asilo, afinal voltar à prisão comunista cubana onde estão sendo injustiçados não deve ser mole, não.

  • João Guilherme Maia

    Na época da contratação dos médicos cubanos para o programa mais médicos do governo comunista do PT foi o preço a ser pago para a ditadura de Cuba por cada médico, sem comparação com os míseros valores que o governo comunista do PT queria pagar para os médicos brasileiros e com essa atitude este governo comunista do estaria menosprezando os médicos brasileiros e com isso os médicos brasileiros recursaram em participar. Outra polêmica foi os médicos cubanos recursarem a passar pela revalidação, porque muitos dos médicos cubanos se falavam que eram formados em enfermagem e não em medicina. Então para resolver este impasse com os médicos brasileiros e só o futuro presidente Bolsonaro, valorizar os médicos brasileiros, o que não foi feito pelo governo comunista do PT e com certeza eles não irão se recursar em ir para onde estiver precisando de médicos.

  • Ernesto Freire Pichler

    É uma cre ti ni ce ideológica chamar os médicos cubanos de “escravos”. Eles ficam, aqui, com 1/3 do salário, aproximadamente, outro terço vai para suas famílias em Cuba e outro terço vai para o governo cubano, o que é menos que os médicos daqui pagam de impostos (quando não sonegam). O governo cubano usa esse recurso para custear a formação de mais médicos e os serviços de saúde em países que não podem pagar. O governo do Bozo nem começou e já está prejudicando os mais pobres.

    • Paulo Assunção

      Você é um grande comunista, antipatriota e analfabeto, a questão é a valorização dos nossos profissionais e não a valorização do viés ideológico. Qualquer ato, como o seu de criar situações que venham a induzir a mentalidade dos menos escolarizados à rebeldia é crime contra a pátria. É bom os comunistas se unirem no mesmo intento de reestruturar a administração em prol de todos e não criar condições de tumulto como a subversiva Gleise.