Congresso e governo veem reforma tributária como fundamental para o crescimento

Ana AméliaCongresso Nacionalcovid-19desenvolvimento regionalFebrafiteJair Bolsonaroluiz carlos haulyMista da Reforma TributáriaPaulo Guedesreforma tributáriaRoberto RochaRodrigo MaiaRodrigo SpadaRogério Marinho
Comentários (2)
Comentar
  • 13582196

    Prioridade nº1 é reduzir a alíquota de 25% a 30% cobrados de SERVIÇOS E PRODUTOS ESSENCIAIS: COMBUSTÍVEL, ELETRICIDADE E TELECOMUNICAÇÕES

  • Adyneusa Moura Oliveira

    VaMos vê o terceiro assalto aos trabalhadores. Com certeza o IR não será progressivo e a centralização da Uniao em imposto continuara.
    Continuara o.imposto sobre o consumo.
    Vamos vê tbm os partidos que votarão a favor.