Assassinato de homem negro por seguranças do Carrefour choca políticos

carrefourDia da consciência negraFernanda Melchionnamanuela d'ávilaPorto AlegreracismoSebastião Melo
Comentários (7)
Comentar
  • Edison Sampaio

    Soube dessa tragédia pelo rádio. Passei o dia revoltado contra a maldade do ser humano. Como se pode matar a pancadas uma pessoa indefesa? Agora a noite fui ver o vídeo. Meu Deus! Sou contra isso, mas confesso q não me incomodaria se esses assassinos covardes também fossem mortos a pancadas pelos outros presos.

  • Rodrigo Homer

    Olha, eu juro que tento deixar de comentar mas não consigo…

    Independente do que tenha acontecido antes, não justifica esse desfecho. Um cara apanhar de dois até morrer, pelo amor de Deus. Se ele ofendeu alguém ou mesmo agrediu, que levasse um tapa na orelha, fosse imobilizado e conduzido a uma delegacia. Já era. Precisava acabar assim?

    E uma pergunta que não quer calar: fosse um bacana branco de olhos claros na mesma situação, teria sido assim? Alguém lembra do episódio ocorrido aqui em SP, num bairro nobre chamado Alphaville, onde o bacanão até ameaçou o PM, o xingou de tudo quanto foi nome e este manteve-se impassível? Pois é…e isso por que? Porque fazem diferenciação sim, entre cor e classe social. Fosse um negr0 num bairro de periferia, o PM teria ficado tão sereno daquela forma? É o mesmo caso desse cidadão que faleceu. Não agiriam assim dependendo de quem fosse.

    Pelo pouco que li e ouvi, o camarada até poderia ser do tipo pelo qual não nutro simpatia, folgadão e tals…mas não justifica esse desfecho covarde.

  • Jorge Teixeira Carneiro

    Esse vídeo é claramente editado.
    Mostra os seguranças dando 12 socos nele, mostra ele caído no chão inconsciente depois disso e depois o corpo sendo coberto com panos.
    Não mostra todo o andamento do espancamento, não mostra como desandou para espancamento.
    Ou seja, mostra o que a esquerda quer que mostre.
    Seja lá quem foi que postou isso, com certeza vai votar no PCdoB.

    • Rodrigo Homer

      Seu doente, que esquerda que quer que mostre o quê? O cara não apanhou de dois até morrer? Ou está vivo ainda e quem bateu nos dois foi ele? Editado onde?

      • Jorge Teixeira Carneiro

        V-A-M sindicalista

        • Rodrigo Homer

          Responde aí o que eu perguntei, filho. O cara não apanhou de duas pessoas até morrer? Ou é “fake news”? Doente…

  • Valdemir Jorge Santos

    Mais uma história que se repete, e para a vergonha de nós gaúchos, foi aqui. Mais uma consequência do Efeito Bolsonaro, ou seja a explosão de violência, preconceito e racismo que tomou conta do país depois da eleição de um presidente que é o próprio símbolo de tudo isso. Estes Shoppings tem que ser responsabilizados já que eles sabem muito bem a categoria de pessoas que contratam para fazerem a sua segurança.