Mandetta anuncia que foi demitido por Bolsonaro e defende transição suave

coronavíruscoronavírus Brasilcoronavírus no Brasilcovid-19enfrentamento ao covid-19Jair BolsonaroLuiz Henrique Mandetta
Comentários (5)
Comentar
  • Carlos Antonio Pontes Junior

    Triste e lamentável. Uma demissão totalmente política, motivada por melindres e vaidade política. Politizar uma pandemia é pedir para batermos mais um recorde negativo e vergonhoso de maior número de contaminados e mortos pelo covid-19, no mundo. Mais uma vez vamos ser notícia negativa no mundo inteiro, fruto de uma política que tem suas bases somente com pensamento no poder, onde impera o egoísmo, a ganância, a vaidade e o orgulho.O povo brasileiro tem que dar sua contribuição cívica e patriótica e parar com essa desunião provocada por idealismos políticos tão desnecessários num momento como esse. Esqueçam, pelo menos, nesse momento, os desastrosos comandos desse País nas últimas décadas. Enfim, só nos resta nossa união e rezar, pedindo a Deus que no final de tudo não tenhamos que contar milhares de mortos.

    • Felix

      Presidente pífio, indigno do cargo que ocupa.

    • Name

      Se o presidente focar apenas na pandemia e deixar sucumbir a economia e os empregos, a oposição usará isto para pedir sua cabeça. O presidente está justamente fugindo da politização da pandemia, alimentada pelos partidos de esquerda e pela parte podre da imprensa, encabeçada pela Globo. O fato verificado diariamente é que o Brasil está lidando com a pandemia de maneira muito mais eficiente que os outros países. Enquanto alguns alimentam a histeria coletiva, o presidente tentava manter a população equilibrada. Pouca gente teve a capacidade de enxergar isso.

      • Carlos Antonio Pontes Junior

        Essa eficiência foi graças à sua equipe de ministros, principalmente os da saúde e economia. Porque trocar agora? O mundo inteiro está falando que o isolamento é necessário e eficiente. Não tiro a razão do presidente em se preocupar com a economia, mas de que adiantará termos uma economia saudável e um povo doente e muitos mortos? A saúde no Brasil sempre foi e continua sendo um caos e nunca foi prioridade de qualquer governo. Sou apartidário e, também, não estou de acordo com esse massacre que a mídia e a oposição impõem ao presidente todos os dias, mas ficou nítido que essa demissão foi totalmente política e pessoal. Vou torcer para dar certo, ao contrário do que muitos, que usam da teoria de quanto pior, melhor.

        • Name

          “mas de que adiantará termos uma economia saudável e um povo doente e muitos mortos?”. Pode ter certeza que o número de mortos e de vítimas de assalto, devido ao desemprego e consequente fome, será muito maior que o de mortos e doentes vítimas do vírus. Se você não tira a razão do presidente em tentar equilibrar os dois fatores, então deveria entender o posicionamento dele. A saúde sempre foi uma porcaria no Brasil porque nosso sistema político ainda é bastante falho e a inteligência do eleitor é mísera. Quando aparece alguém disposto a mudar este sistema, tem muita gente que pede a caveira dele. É o que estamos vivenciando neste momento. Eu tenho fé de que passando esta pandemia, veremos que os acertos foram maiores que os erros.