CPI para investigar prefeitos e governadores tem mais adesão que a de Randolfe

CPI da covidEduardo GirãoJair BolsonaroRandolfe Rodriguessenado federal
Comentários (5)
Comentar
  • Edison Sampaio

    Desta feita, Bolso se encalacrou! com a corda no pescoço, Bolso tentou arrastar outros para o cadafalso, sem competência legal para tanto. Atraiu a desgraça sobre si. Agora, a sombra do Mourão o assombra, pois sabe q se for afastado, não mais retornará. Culpa de sua própria burrice, despreparo e… maluquice! Por mim, q se vá Bolso e que venham pelo menos 3 décadas de bonança, com Saúde e juízo, para não mais elegermos demagogos, ladrões, mitos e radicais. Paz e tolerância entre nós!

    • Elena

      Amém!

  • Elena

    Do orçamento de R$ 604,7 bilhões autorizados para o combate direto dos efeitos da pandemia em 2020, o governo Bolsonaro deixou de gastar R$ 80,7 bilhões. Isso representa 13,3% do total de recursos que poderiam ter sido utilizados para salvar vidas. A maior parte corresponde ao auxílio emergencial. Em segundo lugar estão valores que o governo federal poderia ter transferido a estados, municípios e ao Distrito Federal trabalharem contra a covid-19. Do total autorizado, de R$ 79,19 bilhões, Bolsonaro deixou de gastar R$ 890 milhões que podem representar milhares de vidas perdidas. “O governo tinha a obrigação de gastar o máximo de recursos disponíveis para proteger a população. Mas o que vimos foi sabotagem, ineficiência e morosidade no financiamento de políticas públicas essenciais para sobreviver à crise”, critica Livi Gerbase, do Inesc (Instituto de Estudos Sócio Econômicos). Sendo assim, onde foram parar esses R$ 80,7 bilhões que não foram gastos pelo governo federal no combate à pandemia?????.

    • Edison Sampaio

      Muito intrigante! A verdade é q, após 2 anos de gestão temerária, Bolso viu-se abalado e só. Viu-se nú e incapaz. Sente hoje q é de fato um Mito. Ou seja, uma Mentira. Triste ocaso!
      Para o Mito. Para nós, a Redenção será seu impedimento em breve.

  • Flávio G.

    Legal, parabéns aos assinantes. Pena que o regimento do senado veda a investigação de atos relacionados aos estados. 37 parlamentares que não conhecem nem o regimento da Casa em que atuam.