Senado examina proposta que assegura nomeação de candidatos aprovados em concurso público

CCJconcurseirosconcursosConcursos públicosIvo Cassolpaulo paimpicturesSenado
Comentários (1)
Comentar
  • Nestor Oliveira

    Paim é uma tristeza, vive num mundo que já não existe. Quando Sarney mandou contratar 40 servidores excedentes de um concurso, sem atender a qualquer demanda efetiva do serviço (não havia nem instalações adequadas), foi Paim como vice que se prestou a esse papel, sem qualquer tipo de questionamento ou reação. Paim é a mais perfeita tradução do esquerdismo trabalhista que adora paparicar funcionário público. Vamos ver se isso ainda dá voto.