Pezão recebia mesada de R$ 150 mil e “bônus” de propina, diz delator

acordo de delação Dias Toffolicarlos mirandadelação premiadaluiz fernando pezãomensalinhomesadapropinaRio de Janeirosérgio cabralSTF
Comentários (0)
Comentar