Juiz retira benefícios do ex-presidente Lula; defesa diz que decisão causa “perplexidade”

crise brasileiradefesa de Luladireitos de ex-presidenteex-presidente lulaLuiz Inácio Lula da SilvapetistapicturesSérgio Moro
Comentários (6)
Comentar
  • mariossergio

    O que causa perplexidade é um presidiário usar um cartão corporativo, uma vez que não lhe é permitido ir ao shopping, um presidiário ter seguranças, a menos que o transfiram para Pedrinhas, um presidiário precisar de motoristas, uma vez que o mais distante que ele pode chegar é ao pátio para tomar sol e um presidiário ter assessores para… para quê?

    Os advogados ficaram perplexos? Certamente o próprio Lula, Dilma e Gleisi também ficaram. Imagine nós, que bancamos tudo isso, atônitos com o absurdo de um presidiário ter direito a tudo isso. No máximo que lhe forneçam um macacão, uma alpargatas, uma canequinha de alumínio e um sabonete por semana… e olhe lá!

  • Paulo

    Só espero que tudo isso não vira um fogo de palha, ou resultar em alguma lambança jurídica mais danosas, pois, afinal, aí vem a pergunta de alguém leigo nesses assuntos indagando por que um juiz federal de Campinas tomou a tal decisão e não o próprio juiz Moro que cuidava do caso ?

  • Edílson Lemos

    Atônito, estão os brasileiros não bolivarianos, com o assalto praticado por este cidadão, chamado Lula da Silva.
    Direito vitalício, ao qual Lula tem direito, é pagar por seus crimes, se for macho, é não jogar no colo da finada.

  • Jeferson Matos

    Perplexos estamos nós brasileiros com tamanha loucura que é manter privilégios pra um presidiário.

  • Fábio

    Perplexos estávamos nós em bancar essa mamata obscena. Parabéns ao MBL e ao juiz por promoverem a justiça e decidirem a favor do erário público.
    E como nossa esquerda é vagabunda, hein? Eles não eram os defensores da igualdade? Lutando por privilégios agora? Asqueroso.

    • Hideraldo Hito

      Verdade.
      Pra que manter privilégios caríssimos para um condenado, se sequer pode usufrui-los?
      Só a PeTralhada mesmo, pra contestar um ato corretíssimo deste juiz.
      O criminoso na cadeia vai utilizar o cartão corporativo onde? E pra que motorista e assessores?
      Acordem, vagabundos.
      PT acabou!