Diretor da Odebrecht diz que deu R$ 800 mil a Cassio Cunha Lima, via caixa dois, na eleição de 2014

Alexandre BarradasCássio Cunha Limacrise brasileiraedson fachineduardo barbosaFernando ReisLava-JatoOdebrechtParaíbaPedro Cunha LimapicturesPPPricardo coutinho
Comentários (1)
Comentar
  • Jose Bem Maior

    Mais um que se diz inocente,
    aliás.. os presídios estão cheio deles !

    _ É melhor fechar o Congresso Nacional, e salvo raríssimas exceções,
    não há mais condição do funcionamento desta corte.