Câmara aprova orçamento de 46 bilhões para o DF, mas 1,1 mil terceirizados estão sem salário

Agaciel MaiaBrasíliacamara legislativaChico Vigilantecláudio abrantescrise brasileiraCrise econômicaeconomiaeducaçãofuncionalismogdfhospitaisjoe valleorçamentopdtpicturesprPSBPTRodrigo RollembergSaúdeservidores públicosservidores terceirizadossindiserviços
Comentários (0)
Comentar