Arquivada ação da Câmara contra juiz da Ficha Limpa

cândido peçanhaConselho Nacional de JustiçafantásticofichalimpaHenrique Eduardo AlvesMaranhãoMarlon ReisO Nobre DeputadopicturesTRE
Comentários (11)
Comentar
  • Wilson

    Couberam a liva e a carapuça.

  • Lima Francisco Lima

    Viu Meretissimo o que dá mexer com essa corja de urubus. Se alguns juíes se acham deus, imagine eles, que alem do poder tem dinheiro vindo da corrupção, claro. Talvez esse henrique alves seja uma das poucas exceções Parabéns por esse avanço para combater essa corja.

    • GTECH IMPORTS

      Se liga camarada, o Henrique Alves é mais um que está na lista do doleiro

  • Carlos Henrique Ferreira

    Parabéns ao Juiz Márlon pelo livro, depois dos escândalos que estamos vendo e vivendo já pode escrever o segundo livro pois o seu personagem fictício perto dos nobres deputados e senadores que estão em exercício de seus mandatos não passa de um aprendiz, pois os outros são profissionais do crime, da corrupção, quadrilheiros, larápios, sem ética, sem moral enfim são a própria escória da nossa sociedade.

  • Guilherme

    A luva coube muito bem ao “nobre deputado”, ou seria a carapuça?

  • Antonio

    Corporativismos à parte, a muié liberou mais 440 milhões para os pobres (congressistas, mais popularmente conhecidos como déspotas ou calhordas) torrarem no natal

  • Onix Sheldon

    A palavra corrupto está deixando muita gente nervosa. Por quê?

  • Antonio Carlos Wanderley

    Felizmente a magistratura tem código de ética. Pena que nosso “glorioso congresso nacional” não tem. Aliás, se tivesse seria a mesa “casa de mãe joana”.

    • Romão Nobre

      Infelizmente os Políticos adoram suborno, ética e uma palavra que está em extinção faz muito tempo. Vergonha na cara não é para qualquer marmanjo. O cabra tem que ser macho.

  • John Galt

    Henrique Eduardo Alves acha que ao tentar processar o Juiz está defendendo a classe , mas a dor de corno em questão mostra que ele vestiu a carapuça do nariz ao dedão dos pés.
    Pobre Brasil que tem estas Excelências para o representarem.

    • Jose Francisco

      John – por favor – não chame gente dessa estirpe de excelência – são excrecências de nossa sociedade, isso sim!