“Faca no pescoço”, Senado reage a taxa de Trump sobre aço brasileiro

Comissão de Relações ExterioresDonald TrumpJair BolsonaroNelsinho Trad
Comentários (3)
Comentar
  • Edison Sampaio

    … mas Bolsonaro disse q dará um telefonema para Trump e tudo ficará resolvido (kekeke!!!). Bem, a verdade é q levamos na tarraqueta. Primeiro porque nosso Presidente é cru em termos de relações internacionais. Segundo porque nomeou um péssimo Chanceler e isso levou (por falta de boa assessoria) levou Bolsonaro a abrir as pernas para os EUA sem nenhuma contrapartida. Resultado: americanos não mais precisam de vistos para entrarem no Brasil, mas nós precisamos disso para ir para lá; abdicamos de vantagens internacionais para ingressar na OCDE por exigência de Trump, mas ele não nos indicou e ficamos chupando o dedo; abrimos as portas de Alcântara para os americanos e não ganhamos nada em troca… Quer dizer, Bolsonaro fica abrindo as pernas para Trump e ele só enfiando o ferro no Brasil, como essa agora da taxação do aço e do alumínio. Êita! ???
    (já pensou se ele tivesse conseguido nomear o filho Embaixador do Brasil nos EUA?)

  • Aristóteles Barros da Silva

    Quero ver Bozo et caterva fazendo “arminha” para amedrontar o “agente laranja”. São farinha do mesmo saco; o de cá batendo continência para o de lá. E o povo que se exploda!!

  • Ivete Caribe Rocha

    Não pode ter faca no pescoço pelos EUA? Estamos há mais de 3 anos com a faca encravada, entregando tudo para o grande capital norte americano. Agora mesmo querem vender nossas refinarias e já começam a desativá-las para comprar petróleo refinado nos EUA a um custo impossível para o povo brasileiro.