Deputado do PSL quebra placa contra genocídio negro na Câmara; veja o vídeo

Coronel TadeuDaniel SilveiraGenocídio Negromarielle francoPSLracismo
Comentários (4)
Comentar
  • Jailson

    Mentirosos. O banner é uma clara crítica a PM, usando a cor da pele
    como escudo. Não quer ser morto pela PM? Não ande com armas e nem
    resista a abordagem, ponto.

  • Rubens

    A associação e entidades policiais deveriam processar esses difamadores. Colocam luxúrias como se a polícia fosse conivente com criminosos. Seria a mesma coisa que colocar qualquer profissional desse jeito ao lado de um corpo como se todos fossem criminosos e ligarem suas profissões a assassinos. E olha que nem sou branco e muito menos policial.

    • Felix

      A polícia muitas vezes é conivente mesmo. E no Rio é pior ainda. Lá a milícia em grande parte é formada por policiais e ex-policias.

  • HelizRJ

    Concordo com o Deputado no que diz respeito a mensagem que a imagem transmite: o policial é o bandido e o algemado foi morto porque é negro. Mensagem bem típica do PT, PSOL, PCdoB e outras. Tb concordo com ele sobre a Rua, no meu Rio de Janeiro, com o nome da Marielle Franco. Os métodos usados pelo Deputado não são os métodos com os quais um cidadão de bem concordaria.