Ninguém segurou a vaca. Aí ela foi pro brejo…

autoritarismocorrida presidencialeleiçõesfascismoJair BolsonaroPaulo José Cunha
Comentários (6)
Comentar
  • carpit1984

    Essa maratona de mimimis dos esquerdofrênicos é tão cansativa e irritante quanto inutil. #CHORAPTRALHADACHORA

  • Joanilson Barbosa Santos

    Quem criou o Bolsonaro foi o PT e vários outros partidos. Depois veio o Sérgio Moro e o Daltan Dalagnol para completar. Então ele é fruto de tudo isso. Não podemos julgá-lo apenas por palavras, haja vista que ele já recuou em várias ideias e hoje já diz expressamente que fará as reformas que entende necessárias, desde que o Congresso aprová-las. Logo, penso que não corremos risco. Risco maior é dar carta branca ao PT para que retorne ao Poder Central sem reconhecer seus erros. Quem não reconhece seus erros é porque não aprendeu com eles e pretende continuar a cometê-los.
    Por isso, é necessário correr o risco Bolsonaro, do que o risco PT.

    • Fábio

      Perfeito. Melhor arriscar com Bolsonaro do que mergulhar no caos certo com os petistas.

  • Centuryon

    Às vezes surge a pergunta que vem do nada: de que vale estudar para certas pessoas se suas mentes não conseguem realizar ou captar o que aprendeu. Falar mal de Bolsonaro é fácil. O capitão tem a língua solta e fala o que lhe vem à boca. Seu eventual governo, caso vença, é uma incógnita. Não se sabe se será bom, ruim, autoritário, fascista ou outros rótulos que a imprensa esquerdista cola nele diariamente. Acusam-no de machista, misógino (palavra desconhecida de 90 5 dos brasileiros) autoritário e por aí vai. De certeza mesmo nada se tem. Será mal? Será bom? Não se sabe! O que sabemos com absoluta certeza é que seu adversário é ruim, que seu adversário representa o que de pior aconteceu ao nosso país.O escândalo da Petrobras não é nada se compararmos a outros que ainda virão à tona após a saide de Temer. O serviço público está aparelhado pelo PT. As estatais estão aparelhadas e manipuladas pelo PT. A Imprensa em sua maioria está influenciada pelo PT não se sabe à troco de que. O articulista esquece dos escândalos que permearam os governos petistas e que deu até cadeia para quase toda a diretoria petista, incluindo aí seu presidente, ora ocupando o cargo de presidiário. Há um enorme número de processos travados que tratam de corrupção em todos os níveis do governo federal nas administrações petistas que vão desde compra de votos dos venais deputados e senadores passando por compra de refinarias obsoletas nos Estados Unidos até o envio de montanhas de dinheiro para que países vizinhos esquedistas e governados por tiranos desviassem à guisa de construções de Metrôs, portos, estradas, obras de saneamento e distribuição de água, entrega de refinarias da Pètrobras à Bolívia, mortes de prefeitos, enfim um longo colar de escândalos e roubalheiras que envergonham o Brasil e nos deixa perplexos de como tudo isso aconteceu. Mas, o articulista se preocupa em fazer “adivinhacionismo” e diz que teme por um governo de Bolsonaro. Em que poderia ser pior que o que temos hoje? Em tudo, por ora Bolsonaro leva vantagem sobre o estrume que temos hoje em Brasilia. Algum ministro que venha a ser escolhido será pior que algum dos que estão saindo? Difícil arrumar alguém pior. Bolsonaro não é o melhor que tínhamos na prateleira, mas dentro do quadro que se apresenta, mil vezes ele do que o poste incompetente que o presidiário quer impingir ao Brasil para continuar pensando que é Deus. Você errou feio. Paulo Jose da Cunha. Sorte sua que é “escrevinhador” de um portal que está se borrando com a possibilidade de uma ex-capitão honesto e linha dura assumir a presidência e dar à imprensa o tratamento adequado, de ser um presidente independente. Que venha Bolsonaro. Pior não será do que isso que aí está.

  • almir machado

    paulo josé cunha. faltou vc. dizer que é socialista e fã de Che Guevara!

  • Fábio

    Que histeria é essa do colunista? Até parece que Bolsonaro está disputando a eleição com um moderado. Longe disso, né? O PT é inaceitável a essa altura e representa o auge do radicalismo, com seu plano de governo autoritário e seu histórico de maior escândalo de corrupção e maior crise econômica que já tivemos.
    O candidato petista é preposto de presidiário, tem 32 processos nas costas e o que assusta é o adversário? Meu Deus!
    Nossa imprensa é totalmente divorciada da realidade, vive em uma bolha esquerdista e acha terrível e autoritário tudo que contraria sua ideologia. O Brasil teve apenas governos esquerdistas no pós-redemocratização e o resultado foi a destruição do país. O cenário caótico que o escriba narra é apenas a ascensão ao poder do conservadorismo que nunca tivemos.
    E era bem óbvio que o adversário do PT ia ganhar, afinal o antipetismo é a maior força política do Brasil.
    A choradeira e a histeria do colunista é idêntica à da mídia americana em relação a Trump, que está trazendo uma extraordinária melhoria econômica ao país.