2022, cada coisa ao seu tempo

arthur virgilioCrisedemocraciaDilmaEduardo Leiteeleições 2022HaddadJair Bolsonarojoao amoedoJoão DoriaLava-JatoLuiz Henrique MandettaLulaPTRodrigo PachecoTasso Jereissati
Comentários (2)
Comentar
  • RômuloJ. Vieira

    Texto coerente!…Falta muito tempo ainda prá se falar em eleições. E prá que essa pressa toda?…O próximo presidente,supondo que o atual não se reeleja, vai fazer o que?…Todos sabemos que o Congresso não vai mover uma palha para revisar os artigos que dariam alguma autonomia e certa governabilidade aos presidentes, está bom demais do jeito que está para o Congresso e especialmente para o tal de “Supremo” essa anomalia constitucional. Que democracia decente precisaria de um tribunal com o nome de “Supremo”?

  • Jorge Teixeira Carneiro

    O ”legado” não é da ”lava jato”.
    O legado é do Petrolão, Eletrolão, BNDESão e etc..
    E o Eduardo Campos tava junto e acompanhado.