Vacina da AstraZeneca, tromboses e covid-19: onde pesa o risco

AstraZenecacoronavaccovid-19covishieldEuropaFernando RealfiocruzFrançaidososInstituto ButantanmicrobiologiamulherespandemiaPfizerReino UnidoRio de JaneirotromboseUniversidade de CambridgevacinasVaxzevria
Comentários (1)
Comentar
  • Gil Eng

    A África do Sul já aboliu seu uso, não pelos fatos citados acima, mas pq a sua proteção frente a mutação que lá surgiu era muito pequena e que não compensava seu uso, já na Europa o motivo principal é o problema dos coágulos. Resta saber aqui no Brasil que já é quase todos da mutação de Manaus, quanto de proteção ela oferece para termos como avaliarmos seu custo beneficio. Se fosse possível escolher entre as duas eu ficaria com a Coronavac.