Três partidos tentam anular nomeação de Alexandre Ramagem na Justiça

13ª vara da Justiça Federal de BrasíliaabinAção de Descumprimento de Preceito FundamentalADPFAgência Brasileira de InteligênciaAlexandre RamagemCristiano VilelaJair BolsonaroJustiça Federal de BrasíliaMarcelo Freixoministro da Justiça e Segurança PúblicaPolícia FederalRandolfe RodriguesSérgio MoroTabata Amaral
Comentários (22)
Comentar
  • Marcela Cede

    Não há embasamento legal para a atitude do Alexandre do Mores. Nenhum embasamento legal.

  • Jose Netto

    pAIS DE VAGABUNDOS, PILANTRAS, ESTE E O PAPEL DO MINTIROSO….MITO DOS INFERNOS.

  • Francisco Carlos Moreira Dos S

    Com o devido respeito, se o cargo é de provimento em comissão e o candidato preenche os requisitos legais, a confiança é a razão para a nomeação. Pelo que se saiba, confiança advém principalmente da convivência e amizade. Não iam querer que o Presidente nomeasse alguém que preenche os requisitos, mas é da confiança de outro partido politico ou de terceiros profanos da área. Assim, a discussão do assunto somente serve de motivação para aqueles que não detém poder de nomeação.

    • Alexandre

      Exatamente. É um absurdo querer impedir a posse de uma pessoa em um cargo de confiança do presidente, pelo presidente. O que esses partidos querem? Que o presidente nomeie um adversário para um cargo de confiança?

  • Francisco Antonio de Carvalho

    O Supremo Tribunal Federal possui jurisprudências no sentido de poder interpretar que a nomeação viola os princípios da impessoalidade e moralidade. Se for analisado por esse lado, a LIMINAR deverá ser concedida para impedir a nomeação. Foi neste sentido que o LULA teve a posse impedida no Governo Dilma.

    • Francisco Carlos Moreira Dos S

      Francisco, somente a titulo de ilustração. No caso do Lula pendia processos judiciais na ocasião e até iminente mandado de prisão. No caso atual somente se fala de amizade, mas para cargos em comissão não há impedimento e se o nomeante abusar do nomeado durante o exercício, apurar-se-á as responsabilidades administrativas, civis ou penais decorrentes. Assim, é prematuro querer obstaculizar a nomeação, pois o nomeado preenche os requisitos legais e é de confiança do nomeante. É o que penso.

      • André Moraes

        Ok, Mas e a insinuação na mensagem?!

    • Marcela Cede

      No caso do Lula havia o áudio que provava tratar-se de uma nomeação para obtruir a justiça. Ou seja: foi ilícito consumado. No caso do Ramagem, não há prova alguma de ilícito cometido. Existe apenas a suspeita que o Ramagem atenderia interesses do presidente.

      • André Moraes

        Como assim? E a mensagem do presidente ao Moro?! Como ele justifica a troca?!

  • Alziro Oliveira

    Tem que ver a competência , se é amigo ou não isso não importa .

    • André Moraes

      Não importa?? Existe uma determinação para que a PF investigue a cúpula do governo, inclusive o presidente, e o presidente nomeia um amigo para a direção da PF?! Não importa?! Não foi exatamente contra a corrupção que derrubamos os canalhas petistas?!

  • André Moraes

    Canalhas! As máscaras estão caindo..
    O Brasil precisa de Ciro Gomes!
    Tábata deveria dar um passo para trás e deixar de ser ingrata com quem foi determinante para que fosse eleita. Meu voto é um exemplo disso!

    • João Antonio Matos

      Ciro Gomes? É sério isso?

      • André Moraes

        Sim! Sério e urgente!

        • Marcela Cede

          Internem esse tal André Moraes. Esse cara solto é um perigo

          • André Moraes

            É sério? Internem! E argumento nada…

    • Eloir Santos Bastos

      Tá de sacanagem! Como podemos admitir um débil mental, drogado e ladrão como Presidente da República. Só pode ser sacanagem!

      • André Moraes

        Estou falando do Ciro, não do presidente.
        Mas no caso de debate, que é sempre bem vindo, que este seja sob fatos e num nível alto.

        • Marcela Cede

          Cê é doido, é?

          • André Moraes

            Por que?

    • Marcela Cede

      É cada doido que aparece aqui.
      Imagina só o Ciro!
      Na primeira rusga dele com o Congresso iria passar com seu trator sobre aquelas bacias nyemarianas e derrubar tudo

      • André Moraes

        Marcela, não vou entrar no mérito da retro escavadeira, primeiro porque não foi o Ciro, depois porque eu realmente não sei como seria a maneira mais polida de proceder, posto que se tratava de um ato de milícia. Mas Ciro foi prefeito, governador, deputado (teria direito a pensões de cerca de $80.000 que nunca recebeu), foi ministro da economia (fez parte da criação do Real) e ministro da integração nacional. Me aponte, com fatos, um único mal feito, me elucide, e terei prazer em retirar o meu comentário.