Operação prende sucessor de miliciano ligado a Flávio Bolsonaro e ao assassinato de Marielle

Publicidade
Adriano NóbregaAnderson GomesCapitão AdrianoEscritório do Crimeflavio bolsonaromarielle francoOperação TânatosRio de Janeiro
Comentários (1)
Comentar
  • Felix

    Já periciaram os telefones celulares do Adriano, ou a polícia carioca infiltrada não deixou?