O DNA de Moro: um estímulo à ampliação da vigilância estatal

biometriacriminalidadeDNAMP 869pacote anticrimepresosSérgio Morosistema penitenciárioSTFviolência
Comentários (5)
Comentar
  • Fábio

    Eu entendo o ponto da articulista, mas as coisas devem ser interpretadas razoavelmente, com senso de proporção.
    Como liberal, sou o último a querer um Leviatã agigantado, fazendo sombra sobre as liberdades individuais, como, aliás, é costume ocorrer nos regimes esquerdistas. A China comunista com sua assustadora tecnologia de reconhecimento facial não me deixa mentir.
    Entretanto, também como liberal, entendo que as liberdades individuais não possam ser desempenhadas sem o império da lei, algo não garantido no país hoje. Ou seja, é aquela velha máxima de que “minha liberdade termina onde começa a do outro”. Não há sentido falar em liberdade quando há um risco tão grande de assalto ou mesmo assassinato nas ruas do Brasil hoje, já que não se garante a liberdade mais básica, sem a qual não se exercem as outras por impossibilidade lógica: a liberdade de preservação da própria integridade física.
    Partindo dessa premissa, precisamos encontrar soluções para a questão da criminalidade, e uma das frentes disso é o aprimoramento legislativo. Eu concordaria com a articulista se, a pretexto de combater a delinquência, o Estado passasse a registrar estes dados de todos os indivíduos, mas não é o caso. Parece perfeitamente razoável que se registrem os dados daqueles envolvidos em crimes, pois a investigação policial hoje no Brasil é muito ruim e precisa de mais eficiência.

  • paulo1968

    Só pra entender: o Moro agora está do lado de gente que desvia verba pública para caixa 2? cadê o paladino de Curitiba?

    • Fábio

      Qual o objetivo de um comentário como esse? Não tem nada a ver com a coluna, é o ataque pelo ataque. Se reduz a isso?

      • paulo1968

        A pergunta é qual a razão do Moro estar lá. Pra criar ilusão em quem cola adesivo de “eu acredito em lava jato” no carro. Vai ser comido com farinha, como já está sendo. Um coitado.

  • Sérgio Salomon

    AJUDA AÍ. SE FAZ ESTE REPORTER RECLAMA FILOSOFICAMENTE E SE NÃO FAZ DIZ QUE O ESTADO É INOPERANTE. OS BANDIDOS OU OS DEFENSORES DESTES BANDIDOS(TALVEZ DEVESSEMOS INCLUIR ESTE REPORTER) NÃO QUEREM SOBRE HIPOTESE ALGUMA O CONTROLE DO ESTADO SOBRE SEU DNA PORQUE A SOLUÇÃO DE MUITOS TIPOS DE CRIMES SERÃO MAIS FACILMENTE SOLUCIONADOS.