Associações de professores denunciam ações abusivas de policiais em universidades

Bolsonarobusca e apreensãocensuracorrida presidencialdemocraciaeducaçãoeleiçõeseleições 2018fascismoFernando HaddadHaddadJair Bolsonarojustiça eleitoralPFPolícia FederalTribunal Superior EleitoralTSEuniversidade publicauniversidades
Comentários (28)
Comentar
  • Antonio Carlos Carvalho

    Tem que haver repressão, sim, contra os “democratas” que descumprem a lei e fazem suas próprias leis.

  • João Orestes Daruy

    MITO 2018… 17 NA CABEÇA!´.

  • Jeferson Matos

    NÃO TEM NADA QUE DAR MOLEZA PRA QUEM NÃO QUER ESTUDAR.. SÓ QUEREM USAR A UNIVERSIDADE PARA USAR DROGAS E FAZER BADERNA. HONREM O DINHEIRO INVESTIDO. CHEGA DE COTAS RACIAIS, CHEGA DE FINANCIAR FRACASSADOS…

  • ALMANAKUT BRASIL

    São VAGABUNDOS parasitando no serviço público!

    Tem que tirar essa raça peçonhenta da máquina pública e se não quiserem pegar no cabo do guatambu, que vão para CUba para curtirem suas nóias!

  • wzfr

    Que pena que as universidades federais estão totalmente aparelhadas pelo lixo do vies ideologico de esquerda, ao inves de formarem cidadãos profissionais para o mercado de trabalho e para contribuírem com o País, formam subversivos, comunistas, agitadores, baderneiros que não amam a Patria onde vivem…..

  • Jeferson Matos

    Hora de desfazer essa parasitagem nas Universidades Públicas, manda maconheiro pra cadeia.

  • Jeferson Matos

    Só tem medo quem deve alguma coisa. Tão com medo da polícia por quê ?

  • Ana Paula

    Material de campanha a Haddad nas universidades, se houver é errado, ok. Falar de fascismo fazendo uma alusão direta ao candidato Bolsonaro é errado, ok. Mas material contra o fascismo e contra a ditadura, no geral, não é conteúdo eleitoral. Faixas anti fascismo sem alusão a candidatos não é questão eleitoral, se as pessoas ao ler isso pensam em Bolsonaro o problema é o Bolsonaro falar coisas que nos remetem a fascismo. Há erros nas universidades mas realmente há excessos da PF.

    • Bento Sartori de Camargo

      Ana não dá para aceitar que manifestações ideológicas ocorram nas dependências de qualquer instituição pública. Limitem-se a dedicarem-se aos estudos com muito afinco para um ótimo desempenho como profissional, com reflexo positivo no Município, no Estado e no Brasil. Façam essas manifestações nas ruas e de preferência no final de semana como todo trabalhador faz.

    • Walquiria Lobato

      Ana Paula, uma anja de luz, inteligente e fina, no meio de seres desprovidos do mais elementar neurônio e, por isso, incapacitados ao quádruplo, de pensar!

  • Ana Paula

    Falar sobre fascismo é uma coisa, campanha eleitoral é outra. Se ao falar sobre fascismo alguém que ouve faz alguma ligação com Bolsonaro o problema é do Bolsonaro que apresenta pensamentos e falas fascistas. Agora não vamos falar sobre fascismo e nem nos declarar anti fascistas pq isso prejudica Bolsonaro?? A própria justiça admite que Bolsonaro é ligado ao fascismo?

    • Fábio

      Não entendeu nada. Qualquer repartição pública não pode servir para campanha eleitoral. Está na lei. Se tivesse lido o despacho acima saberia. Acha justo o contribuinte bancar um espaço para gente inescrupulosa fazer proselitismo político? Pois é.
      Se eles tivessem feito essa histeria na rua não teria problema.

    • Bento Sartori de Camargo

      Faça suas manifestações nas ruas e de preferência nos finais de semana como todo trabalhador.

  • Centuryon

    Parasitas em polvorosa ante a iminente vitoria do Brasil contra as amebas que pululam nas universidades federais. São mais militantes que professores ou alunos.

    • Fábio

      O lamentável é bancarmos essa gente. Temos de aprovar uma legislação mais rígida que acabe com essa farra. Se o aluno não alcançar notas mínimas, por exemplo, perde o curso. Estabelecer prazo curto para jubilamento. Descontar salário de professor grevista e demitir os que não alcançarem índices rigorosos de desempenho com seus alunos, e por aí vai.
      Não faz sentido nenhum o trabalhador pobre, por meio de seus impostos, bancar uma universidade pública que não almeje a excelência no ensino.

  • Fábio

    Repartições públicas não podem servir para fins eleitorais. Está na lei, simples assim. Não pode ter campanha nem pra um nem pra outro.
    Usar um espaço bancado com dinheiro do contribuinte para fazer proselitismo político, seja qual for, é uma espécie de corrupção.

  • Marcelo De Lima

    A PF TAMBEM SE RENDEU AO FASCISMO.FAZER CAMPANHA EH DIFERENTE DE PROTESTO CONTRA O FASCISMO.VERGONHA E NOJO DESSA JUSTIÇA.

    • Fábio

      Defina fascismo.

    • Bento Sartori de Camargo

      Cara, deixa de ser idiota, onde já se viu fazer manifestações políticas dentro de um órgão público?, só para tua cara mesmo. Trate de preparar-se muito bem para a vida, estudando com o maior afinco para ser bem sucedido na vida além de colaborar com o Município, o Estado e com o Brasil seja apenas um estudante exemplar. Faça suas manifestações nas ruas e em final de semana. O resto é picaretagem!.

    • Jeferson Matos

      Passou da hora da PF fazer um limpa nas Universidades Pública, pois muita viraram recanto de noiados ( usuário de drogas ), que vivem no mesmo curso há 10 anos sem nunca concluir.

  • Jairo Gomes Viana

    Já vi este filme em meados da década de 1965, década de 1970. Daqui a pouco vão invadir nossas casa e pegarem nossos computadores.Quantos as fake news do Bolsonaro? Tem repórter divulgando noticias falsas contra o Haddad em rádios e mídias nas redes sociais e as autoridades nada fazem. A retaliação é só contra a esquerda.

    • Fábio

      Não seja cínico. O Haddad e seu eleitorado mentem compulsivamente.

    • Bento Sartori de Camargo

      É assustador o tamanho da limitação de algumas pessoas que manifestam-se por aqui. Estudam em entidade pública para quê afinal?

  • Mario

    Acho que os “puliça” não entenderam que prá entrar na universidade tem que ter passado no vestibular ou ter pontos suficientes no ENEM.

    • Fábio

      Como se fosse muito difícil passar em cursos como sociologia e quiropraxia…

    • Bento Sartori de Camargo

      Realmente é o máximo do máximo “passar” em vestibular e pior ainda: no ENEM. Grande coisa!. Estamos muito mal em termos de “qualidade do ensino” no ranking mundial. Estudem e sejam excelentes profissionais, só e simples assim!.

    • Bento Sartori de Camargo

      Teu raciocínio faz todo sentido…kkkkkkkkkkk, estude e pense seu analfabeto escolado!.

      • Walquiria Lobato

        Bento, senso de humor, condição primordial pra entender o mais mínimo xiste, aff