Olimpio defende que Bolsonaro busque Bivar para reconciliação

Eduardo Bolsonaroflavio bolsonaroJair BolsonaroJoice HasselmannLuciano BivarMajor OlímpioPSL
Comentários (1)
Comentar
  • Edison Sampaio

    Acho a situação do Bolsonaro (e do Brasil) muuuito lamentável!
    Não que ele esteja diferente daquilo que sempre foi, pois ao assumir a Presidência da República continua sendo uma pessoa que provoca fagulhas por onde passa, inclusive entre seus aliados; continua demonstrando ser um sujeito prepotente e incapaz para o exercício do cargo que ocupa (aliás, nunca serviu para nada, tendo sido mandado disciplinarmente para fora do Exército, numa reforma compulsória); continua demonstrando apêgo ao totalitarismo; continua com visão política curtíssima, agarrado a temas periféricos, de importância secundária… Ou seja, o Povo Brasileiro errou feio votando em Bolsonaro. Salva-o, ainda, o bom ministério que possui, a despeito de um ou outro inservível e problemático, como o do Turismo, o da Educação e o das Relações Exteriores.
    Bolsonaro, rigorosamente, tem “espírito ditatorial” (que Deus nos livre e guarde!). Quem se opõe ao que pretende fazer ou desfazer, é logo tido como inimigo e exonerado do cargo. Por causa disso, quem deseja permanecer, cala-se. Ou acovarda-se, a exemplo dos Generais. Um Presidente da República não é dono do Brasil. Cadê os Generais que não enquadram esse presidente criador de caso? Respondo: estão todos escondidos debaixo das mesas.
    Acho a situação do Bolsonaro (e do Brasil) muuuito lamentável! E frágil! Começo a suspeitar que terminará impedido, por absoluta incapacidade. É esperar prá ver. Neste caso, assumirá o Mourão que, convenhamos, é muuuito mais interessante para o Brasil.